terça-feira, 14 de setembro de 2010

À Descoberta do Mundo: Lucerna


O percurso entre Interlaken e Lucerna foi feito sempre tendo  como cenário a paisagem luxuriante dos Alpes e o bucolismo das pequenas aldeias e vilas dispersas pelas suas encostas. Com o tempo a ameaçar chuva entrámos em mais uma bonita cidade, situada à beira do lago Lucerna e atravessada pelo rio Reuss.

- Lucerna e uma das suas pontes -
Tal como em outras localidades, fizémos uma visita panorâmica da cidade e seguimos para o centro, junto ao rio, onde pudémos apreciar alguns dos locais mais importantes. A cidade presenteia todos os que a visitam, entre outras, com uma variedade de edifícios antigos muito bem conservados, igrejas seculares extraordinariamente bonitas, fontes de arquitectura variada, e as suas sete pontes.

- A Torre da Capela -


Abandonámos a camioneta e atravessámos o rio, a pé,  pela  ponte mais famosa, a  Ponte da Capela. Esta serviu   de  fortificação na época em que a cidade se separou dos Habsburgs e é decorada, no seu interior, por pinturas cujos temas são histórias referentes à cidade, tendo também o brasão da família que as mandou pintar.  No meio existe a Torre de Água, uma fortificação defensiva de pedra, de forma octogonal   que também serviu de prisão.


- As pinturas no interior da ponte -

Olhando para o lado, víamos   a  Ponte do Moinho  uma das mais antigas pontes cobertas de madeira da Europa.
Chegados à outra margem, seguimos então para uma visita à  igreja dos Jesuítas, uma das poucas igrejas católicas da Suíça, predominantemente protestante.


 - A Igreja dos Jesuítas -

Se a parte exterior do edifício é bonita o seu interior é um espectacular exemplo do estilo barroco (rococó).


- Vista parcial do interior da igreja -


Continuámos a visita ao cento histórico embrenhando-nos por uma série de estreitas ruelas, onde nos esperavam   várias construções típicas com  as suas fachadas decoradas com pinturas representando as profissões dos seus primitivos proprietários.

- Um dos edifícios com as suas pinturas -

Durante o percurso comprámos algumas recordações da cidade, mas tivémos que regressar à camioneta, pois a chuva que nos vinha a ameaçar, abateu-se  fortemente sobre nós.
Continuámos o percurso pelas ruas da cidade e seguimos para outro local de visita obrigatória,  o famoso monumento do Leão Moribundo, que  é uma  escultura, feita directamente na rocha, em memória dos heróis suíços que morreram pelo país.



- O Leão Moribundo -

É difícil ficar indiferente a esta cidade. O rio, o lago e a montanha  conferem-lhe uma beleza que permanecerá inesquecível na memória dos seus visitantes. Gostaria de ter tido possibilidade de fazer um passeio nocturno, mas o alojamento estava reservado em Zurique e tivémos que seguir o nosso percurso conforme o que estava planificado, chegando já bastante tarde ao nosso destino.


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

3 comentários:

Flora Maria disse...

Belíssima cidade !
Adorei a ponte coberta e suas pinturas, e o lindo edifício com a fachada também pintada.
Espetacular !

Beijo

Nyx A Terceira Face Os Direitos autorais são protegidos pela lei 9610/98 violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do código penal (se quiser cópiar não esqueça de colocar a autoria) disse...

Ola
adorei seu blog!
segue-me?
estou seguindo-te
=)

Luís Coelho disse...

Viajei convosco nestas fotos maravilhosas e nestas paisagens deslumbrantes.
brigado pela partilha.