quinta-feira, 9 de setembro de 2010

À Descoberta do Mundo: Berna

Chegámos a Berna no dia 26, à tardinha, ainda a tempo de fazer um passeio panorâmico por esta bonita cidade, capital da Suíça, situada num cantão de língua alemã. Tal como as cidades suíças anteriormente visitadas, mostra aos visitantes um aspecto de muita tranquilidade.

- À chegada a Berna -

Rodeada quase totalmente pelo rio Rio Aare, que lhe confere o aspecto duma pequena península, a cidade é bastante calma, irrepreensivelmente limpa e de pessoas muito simpáticas.

- Vista sobre a cidade -

Fundada em  1191 por Bertoldo V, sofreu  um incêndio em 1405, sendo depois  inteiramente reconstruída. O seu património medieval urbano encontra-se muito bem conservado foi reconhecido internacionalmente, sendo considerada Património Cultural Mundial da UNESCO. Berna foi elevada a capital a capital da Suíça em 1848.

- O rio Aare -

Para além disso, esta bonita cidade tem outras razões que justificam o passeio mais pormenorizado que realizámos na manhã seguinte.


- Uma das ruas principais com as suas arcadas -

Percorremos a pé as suas ruas ladeadas de arcadas, onde o comércio tem um lugar de grande importância e onde nos perdemos com a visão dos esplêndidos chocolates estrategicamente expostos nas montras. Passámos junto à casa onde viveu Albert Einstein  e onde escreveu a Teoria da Relatividade.

- Fonte numa das ruas da cidade -

Após as compras e perto das 10 h, dirigimo-nos para junto da Torre do Relógio, onde nos juntámos a outros turistas  para ver os pequenos bonecos que se movem de cada vez que o relógio marca horas certas. 


- A Torre do Relógio -

Seguimos para  a   catedral gótica de Berna,  com a sua  majestosa  portal central, repleta de pequenas figuras pintadas. Entrando, pudemos apreciar mais um magnífico monumento com os seus impressionantes  vitrais.

- Entrada da Catedral de Berna -
 

Casas com belas fachadas, sempre enfeitadas com muitas flores e uma grande quantidade de  bonitas fontes espalhadas pelas ruas, tornam Berna numa   cidade bonita e pitoresca que nos fascinou a todos.

- Fontes e janelas floridas -

Não podíamos abandonar a cidade sem antes visitar os ursos, pois segundo a lenda o nome de Berna deve-se à existência de destes animais naquele lugar na altura da sua fundação.
Actualmente, encontram-se num local situado nas margens do Aare, onde usufruem dum espaço agradável, quase em liberdade e onde podem ser vistos por todos quantos os pretendam visitar.


- Alguns ursos dormindo -

Toda a cidade é linda e o rio Aare com as suas águas frescas e sem poluição e as encostas laterais bastante arborizadas conferem-lhe ainda mais beleza, o que me leva a dizer que,  das cidades suíças que visitei, Berna foi uma das que mais gostei.



Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

4 comentários:

Maria Teresa disse...

Lourdes:
Delícia de viagem com que você nos presenteou! Foi maravilhoso revisitar essa preciosidade com o sol do verão; conheci-a cheia de frio e de neve.
Beijos

ELISABETE- disse...

ah,se eu soubesse que ia andar por aqui,em genebra.apesar de conhecer todos esses cantinhos que mostrou,como a palma das minhas maos(em genebra)ficam ainda um pouco longe de minha casa.se clicar chene-bourg no google maps,verà que,fico a um km de anemasse(frança)digamos que o sitio mais perto que mostrou( da minha casa)foi a praça com uma fonte,onde tem a catedral san pierre(sao pedro)na place do molard.engraçado que na quinta feira passada dia 2 de setembro(as 15h45)****hora daqui -uma em portugal)vi uma serie de turistas que vieram visitar uma igreja que ha perto de minha casa e lembrei-me de vc,se calhar até seria.seria?bjo e descanse ,para nos voltar a mostrar lindos trabalhos como é costume.

Flora Maria disse...

Adorei "visitar" Berna com vocês !
Que cidade encantadora !
Gostei, em especial, das flores, árvores e fontes.

Beijo

alfacinha disse...

Uma viagem de cem maravilhas. A Suíça tem charme. cumprimentos