quinta-feira, 25 de maio de 2017

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Salada de arroz colorida

Salada de Arroz Colorida

500 gramas de arroz
1 lata de milho doce
300 gramas de brócolos (ultracongelados)
3 latas de atum posta ao natural
2 maçãs
2 cenouras
100 gramas de azeitonas pretas 
2 ovos
2 tomates
1 dl de azeite Chaparro
2 dentes de alho
1 limão 
Pimenta 


Leve ao lume um tacho com água abundante e deixe ferver.  Junte o arroz, mexa até ferver e deixe cozer durante 15 minutos.  Depois de cozido, passe o arroz por água fria e deixe escorrer.  Descasque e pique os dentes de alho. Coloque-os num tacho, junte o azeite e leve ao lume até dourar. Retire do lume e deixe arrefecer.
Leve ao lume um tacho com água temperada com sal e deixe ferver. Acrescente os brócolos, deixe-os cozer durante sete minutos e escorra-os. 
Escorra o milho e o atum, descasque e rale as cenouras, retire o caroço às azeitonas e corte-as em rodelas.
Leve ao lume um tacho com água temperada com sal e deixe ferver. Acrescente os brócolos, deixe-os cozer durante sete minutos e escorra-os.
Descasque as maçãs, retire o caroço, corte-as em cubos pequenos e regue com sumo de limão. Deite o arroz escorrido e frio para uma tigela. Adicione o atum, a cenoura, as azeitonas, o milho, a maçã e os brócolos cortados em raminhos.
Regue com o azeite e o alho e misture delicadamente.
Verifique o sal, junte uma pitada de pimenta e algumas gotas de sumo de limão.
Misture e sirva decorado com ovos cozidos e tomate cortado a gosto. 

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


terça-feira, 23 de maio de 2017

Mais Um Soneto de Florbela Espanca



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



segunda-feira, 22 de maio de 2017

Santiago de Compostela

Último dia em terras de Espanha e, uma vez mais  em Santiago de Compostela. 
Se da primeira vez que  choveu o tempo todo, desta  esteve um tempo magnífico.
Não me vou alongar em palavras sobre esta cidade, uma vez que já o fiz quando a visitei pela primeira vez.
Desta feita, privilegio as imagens.
















Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



Há Festa no Colcurinho

No próximo dia 4 de Junho, vai-se  realizar mais uma festa em honra de Nossa Senhora das Necessidades, no monte do Colcurinho, freguesia de Aldeia das Dez.
Eis o Programa da festa:

Foto de Carlos Dinis.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



sexta-feira, 19 de maio de 2017

Oviedo

Visitados os pontos principais do Parque Nacional dos  Picos da Europa, seguimos para Oviedo, a bonita capital do  Principado de Astúrias.



Como em todas as cidades que visitámos não podíamos deixar de percorrer algumas ruas da sua zona histórica , bem como apreciar alguns dos mais importantes exemplares  da Arte Preromânica asturiana

De tudo o que vimos na visita da cidade destaco:

- Catedral



A catedral de São Salvador, de estilo gótico flamejante começou a ser construída no séc. XIII,sobre uma basílica preromânica construída em honra de S. Salvador e apenas ficou concluída no séc. XVI, com a edificação da torre e do pórtico da fachada.
Em 1812, durante o reinado de D. Afonso II, foi descoberto o túmulo de Santiago. O rei foi em peregrinação a Compostela, o que fez com que Oviedo passasse a fazer parte dos Caminhos de Santiago.
A sua imagem ficou perpetuada numa estátua junto à Catedral, onde se inicia um dos percursos mais conhecidos desta peregrinação.


No seu interior destaca-se, entre outros, o magnífico retábulo da Capela-Mor, datado do século XVI.
Mas o tesouro mais importante encontra-se na Câmara Santa.

É  o Santo Sudário, peça de tecido com mais de 2000 anos que terá coberto o rosto de Jesus após a descida da cruz e que se encontra guardada na Arca Santa. 

- Igreja de San Isidro: 


Esta igreja situa-se na  praça da Constituição e foi construída entre 1578 e 1740.

- Edifício da Câmara


Situado também na Praça da constituição, foi edificado em 1622, aproveitando-se parte da antiga muralha. A torre do relógio foi construída em 1940, após a guerra civil espanhola, em que quase todo o edifício foi destruído.




Obrigada pela sua presença. Volte sempre.