quinta-feira, 8 de abril de 2010

Preparação das Colmeias

Os dias prósperos não vêm ao acaso; são granjeados, como as searas, com muita fadiga e com muitos intervalos de desalento.
(Camilo Castelo Branco)

Com a chegada da Primavera, os campos vestem-se de várias cores.
Na minha mais recente visita à aldeia, pude ver que a urze rosa domina a serra. No entanto, muitas outras variedades começam a enfeitar o mato espalhado pelas encostas dos montes.



São estas plantas do mato  que vão fornecer às abelhas, as flores onde elas vão tirar o pólen para fabricarem o delicioso mel da serra do Açor.
O meu pai sempre foi uma pessoa muito interessada pela apicultura e, ainda hoje, apesar dos seus 81 anos, gosta de manter em bom estado, as colmeias que tem espalhadas pela serra.


Ontem,  esteve a colocar  cera nos quadros que ficaram vazios,  deepois da última cresta.


Cuidadosamente colocou as placas de cera, que  comprou numa loja da especialidade, dentro dos quadros.



Depois, com uma espécie de resistência, aqueceu os arames que atravessam os quadros. Estes ao aquecerem, derreteram a cera que solidificou de novo quando arrefeceu. Cera e quadros, ficaram devidamente colados. Repetiu este processo com todos os quadros que, depois foi distribuir pelas alças das colmeias.


Este é um dos trabalhos necessários para, no Verão, ter uma boa colheita pois, desta forma, as abelhas começarão a produzir mel, sem ter que perder tempo a construir os favos.





Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Sem comentários: