quinta-feira, 1 de abril de 2010

O Meu Borrego Pascal

Indigestão é uma criação de Deus para impor uma certa moralidade ao estômago.
(Vitor Hugo)




Se o perú  e o bacalhau fazem parte da gastronomia do Natal, o borrego reina no Domingo de Páscoa.
No próximo Domingo, estarei na minha aldeia e o almoço vai ser borrego assado.
Deixo a receita:

(Imagem da Net)

1,5 kg de borrego
1 cebola
3 dentes de alho
1 colher de sopa de banha
1,5 dl de azeite
1,5 dl de vinho branco
2 colheres de chá de colorau
1 folha de louro
1 raminho de salsa
Sal e pimenta q.b.
Batatas q. b.
Arroz q. b.
Grelos q. b.
 

Esmago os dentes de alho e junto o sal, a pimenta, o colorau, a banha, um pouco de azeite e um pouco de vinho branco. Amasso tudo e barro todo o borrego com a massa que se formou.
Num tabuleiro, coloco a cebola, cortada em bocados, a folha de louro, a salsa e o borrego. Deixo temperado para o dia seguinte, para entranhar o sabor dos condimentos.
Levo então ao forno bem quente para assar. Entretanto, descasco  algumas batatas,  lavo-as, corto-as aos cubos e tempero-as com sal. Coloco-as de seguida no tabuleiro à volta do borrego e rego-as com o restante azeite.
De vez em quando, rego com vinho branco  e com o próprio molho.
Enquantoa carne  assa, faço um refogado ao qual junto alguns miúdos do borrego (fressura)  e deixo cozinhar. Junto  arroz e a água necessária e levo também ao forno.  Salteio os grelos num pouco de azeite e  alho que tempero com sal e pimenta.
Quando o borrego e as batatas estiverem assadas, sirnvo acompanhado com o arroz no forno e grelos
salteados.




Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

2 comentários:

Acacio Moreira disse...

Olá Lourdes!
Obrigado pela visita, retribuo uma páscoa feliz. Com um bom apetite para o borrego do almoço de domingo em Sobral Magro. Tambem já estou em Gois e amanhâ de manhâ vou á Cerdeira buscar o borreguinho que já está encomendado também para o almoço de domingo como diz a tradição
Beijo
Acácio

Flora Maria disse...

Lembrei da carne de vaca ou frango, assados com batatas ou mandioca, que minha mãe fazia no tabuleiro de barro. E do arroz de forno, assado no alguidar de barro.

Delícias da minha infancia...

Beijo