domingo, 25 de abril de 2010

No 25 de Abril - Fernando Pessoa

Um homem pode morrer, uma nação se erguer ou cair, mas uma idéia vive sempre.
( John F. Kennedy )



O Infante
Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,

E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.

Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!"

Fernando Pessoa
Mensagem



Obrigada pela sua visita. Volte sempre.









4 comentários:

Fernanda disse...

Querida amiga Lourdes,

Muito bem escolhido o pema para celebrar este dia que mudou o curso da História em Portugal.

Beijinhos

Na casa do Rau

Maria Teresa disse...

Lourdes:
Esse é um dos meus poemas preferidos do livro MENSAGEM. Entendo que ele comemora o vigor e a coragem do povo português, mas também derrama sobre o homem de todas as nações uma força grandiosa que o leva ao encontro de seus sonhos.
Beijos

regis-pereira.óleo/tela disse...

Ola ! aqui um convite para minha exposição, no Evento Miss Brasil Lisboa, abraço. http://mainfluenciadesofia.blogspot.com/2010/04/brasil-por-reginaldo-pereira.html

regis-pereira.óleo/tela disse...

Ola ! aqui um convite para minha exposição,no Evento Miss Brasil Lisboa, abraço.
http://mainfluenciadesofia.blogspot.com/2010/04/brasil-por-reginaldo-pereira.html