sábado, 17 de maio de 2008

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO 2

Todo o nosso descontentamento por aquilo que nos falta procede da nossa falta de gratidão por aquilo que temos.
(Daniel Defoe)


§§§§§------§§§§§


Ainda antes da fundação da Comissão de Melhoramentos, um grupo de sobralmagrenses resolveu formar uma associação, com o objectivo de dotar a aldeia com uma fonte e outros melhoramentos de primeira necessidade. Pretendiam principalmente solucionar o problema de falta de água, pois a mina era pequena e, a povoação tinha muitos habitantes.
As condições em que a água era colhida para os cântaros também não era a melhor nem a mais higiénica.
A primeira fonte foi construída no Largo da Barroca e era abastecida por água captada numa nascente situada numa das barrocas que atravessa a povoação.
 

-1ª Fonte e bebedouro (atrás do macho), no Largo da Barroca-
Tinha também um bebedouro de animais, mas a água era de má qualidade e escasseava, principalmente no Verão.
Muitas vezes, os habitantes da povoação tinham que recorrer a nascentes existentes nas fazendas situadas nos arredores da aldeia , nomeadamente à mina do Paraíso e ao Balouco.
Entretanto fundou-se a Comissão de Melhoramentos.
Mais uma vez, a obra prioritária era o abastecimento de água. Pensou-se então na construção de uma nova mina.
E assim foi. Procuraram a ajuda de um vedor para fazer a prospecção do melhor veio e iniciaram-se os trabalhos. Após a sua conclusão, a aldeia ficou dotada com a quantidade de água necessária para suprir as necessidades dos seus habitantes.
A partir de então, passaram de novo a ir à mina (nova) para se abastecerem , mas desta vez com água de boa qualidade.

Mais tarde, a mina foi fechada e colocada uma torneira no exterior, evitando assim que se continuasse a utilizar a velha técnica do chafurdo, que muitos teimavam em usar, por ser mais rápida.

Sem comentários: