sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Porque É Fim de Semana: Amioso Cimeiro, Amioso do Senhor, Amioso Fundeiro, Lomba e Vale da Fonte

Porque é fim de semana, continuamos à descoberta  das aldeias do concelho  de  Góis que  pertencem  à  freguesia  de Alvares.
Vamos começar o périplo de hoje em

Amioso Cimeiro

Esta aldeia  tipicamente serrana situa-se na serra da Lousã, a cerca de 15 quilómetros de Pedrogão Grande e 30 Km de Góis.
Existem ainda na aldeia, algumas casas típicas da região o que confere à povoação um cunho bem pitoresco.
Até 1929, os habitantes desta povoação cumpriam as suas obrigações religiosas em Amioso do Senhor, mas algumas desavenças conduziram à construção duma capela em Amioso Cimeiro, escolhendo-se para padroeira   Nossa Senhora de Fátima.
 Este templo é formado pelo Corpo da Capela bastante amplo, capela-mor, arco cruzeiro, sacristia, coro alto, capela mortuária, que também serve para sala de reuniões, casa de banho e um alpendre.
Na Capela-mor pode-se apreciar um bonito  altar com  retábulo em madeira, ladeados por dois nichos,  do mesmo estilo do altar-mor.
As imagens dos santos são recentes e, para além da imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima,existem ainda imagens de Santo António, São José, Nossa Senhora da Guia e Sagrado Coração de Jesus.


Amioso do Senhor
Amioso do Senhor é uma aldeia tipicamente serrana do centro do país, situada  a 30 Kms de Góis, que antigamente se chamava Amioso de Ametade (Amioso do Meio). A partir de 1721, passou então a chamar-se Amioso do Senhor. 
A sua capela é muito antiga, possivelmente do século XVII, construída  com arquitectura de igreja, com  arco de pedra a dividir a nave e com altar com talha dourada.
Inicialmente, era dedicada ao Espírito Santo.

Conta a lenda  que um habitante da povoação andava a regar o milho e encontrou um crucifixo. Levou-o para  casa, mas o crucifixo  desapareceu  e apareceu, de novo,  no mesmo campo de milho. Várias vezes se repetiu esta situação.   Por fim,  o crucifixo foi colocado na capela,  numa redoma de vidro, onde se  encontra até hoje e a capela passou a ter como padroeiro o Divino Senhor dos Milagres. 

Ao fundo da povoação, na ribeira, existe uma boa  represa fluvial onde os veraneantes  podem tomar banhos refrescantes.

Amioso Fundeiro

Amioso Fundeiro fica situado a 1,5 Km de Alvares, atravessado pela EN 2. 

Desconhece-se a origem da aldeia embora se pense ser muito antiga, como o comprovam as imagens do século XVII existentes na Capela e as inscrições nalgumas casas.

A capela de Amioso Fundeiro,ao longo dos anos, foi alvo de várias obras de ampliações e muitas beneficiações. As primeiras devem ter sido realizadas em 1769, data que se encontra na ombreira da porta principal.

Durante o século passado, para além de vários restauros, foi construída a torre e colocado um relógio electrónico, um grande sino. 

A capela tem sacristia, uma pequena arrumação e coro alto. O altar é de talha dourada. 

O padroeiro da aldeia é São Pedro e a imagem que se venera na capela, é de pedra, do século XVII, muita rica e valiosa. Existe também uma imagem de Santo Onofre que deve ser ainda mais antiga e que está relacionada com uma história que os naturais da aldeia contam.

Dizem-nos que viveu na nossa linda Aldeia (Amioso Fundeiro), donde era natural, um sacerdote, que tinha o nome de Onofre. Para celebrar missa mandou construir num terreno seu, uma pequena capela, que se arruinou, e como o padre se chamava Onofre, comprou uma imagem de Santo Onofre, querendo que fosse o padroeiro. Mas o povo é que não gostou muito da iniciativa do sacerdote e talvez da imagem do Santo, que ainda se encontra na capela e preferiu comprar, certamente depois da morte do padre, uma belíssima imagem, em pedra de São Pedro.

Além da linda e valiosa imagem de São Pedro e de Santo Onofre, a capela tem ainda as imagens de Nossa Senhora do Carmo, São Miguel em pedra policromada, Nossa Senhora da Natividade em madeira, Santo António em terracota, o Senhor Morto no esquife e Nossa Senhora de Fátima em terracota.

Lomba

Mais uma aldeia de que não se conhece a origem, que fica situada nos arredores de Amioso Fundeiro. 
A Ponte da Lomba deve ser muita antiga, talvez da mesma época da ponte de Alvares. Também ela tem dois arcos e por ela, durante centenas de anos, passou todo o trânsito da estrada nacional nº2, até 1982, data em que foi construída a nova e elegante ponte que a substituiu.

À saída da Lomba, à beira da estrada Nacional nº2, no sentido de Alvares, foi  há poucos anos construída uma pequena capela das almas.
O lagar da Lomba é muito antigo. Foi mandado construir pela família Álvaro Cortez Rebelo, mas actualmente encontra-se desactivado.

Vale da Fonte 
Ainda nos arredores de Amioso Fundeiro surge este pequeno lugarejo, do qual nada consegui encontrar para partilhar no blog.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.





Sem comentários: