segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Lourosa

Lourosa  é uma localidade do concelho do hospital,  muito antiga, anterior à Reconquista Cristã. 
Em 1119 foi doada pela rainha D. Teresa, à Sé de Coimbra.  Em 1347 o bispo de Coimbra concedeu-lhe foral e em 1514,  D. Manuel I concedeu-lhe foral novo. Foi comenda da Ordem de Cristo e o concelho foi abolido em 1836. Passou então a freguesia, sendo integrada no concelho de Avô. Em 1855, este concelho foi extinto e a freguesia de Lourosa passou a fazer parte do concelho de Oliveira do Hospital.

Para além de Lourosa  fazem também parte da freguesia, as povoações de Cabeçadas, Campo, Casal de Abade, Pinheirinho, Pombal, Quintas da Meda e Venda da Esperança.


Tem como padroeiro S. Pedro, venerado na sua igreja matriz, um dos mais importantes monumentos peninsulares do século X,  datado  de 912. Oportunamente, esta igreja será tema de novo post do Açor.
Do património de Lourosa, para além da Igreja de S. Pedro, destaco ainda:

O Pelourinho

Este pelourinho do Século XVI, tem  estilo Manuelino e  pertence ao grupo de pelourinhos do tipo "pinha".
Capelas
-Capela de Nossa Senhora das Necessidades, ou do Espírito Santo
É um templo religioso, de arquitectura simples. No seu interior destaca-se  um retábulo do século XIX  e uma escultura da  Trindade, em madeira, datada do Séc. XVI/XVII.
-Capela de Santo António
Situada no alto do Chão da Feira, é uma construção  singela, datada do século  XVII. No seu interior possui um retábulo do Séc. XVII.
 
Casa senhorial

A Casa dos Tristões, conhecida também por Casa Grande, fica situada junto ao pelourinho. É uma casa brazonada do final do século XVIII, que pertenceu ao General Tristão  Carvalhaes, antigo  Director Geral da PSP.


Vestígios arqueológicos
Em 1930, quando foram efectuadas obras na Igreja de São Pedro, foram postas a descoberto várias  sepulturas antropomórficas, que apesar de terem bastante interesse arqueológico,  não serão anteriores ao século XII.

Cruzeiro

No adro da Igreja de São Pedro existe um cruzeiro de grandes braços rectangulares que assenta  sobre três degraus.
  
 Torre Sineira


A Torre Sineira  foi construída no século XVadossada à  frontaria da igreja de São Pedro
Após as obras de que foi alvo a igreja, a torre foi separada da frontaria e está agora desintegrada da estrutura da igreja 









Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



Sem comentários: