segunda-feira, 15 de março de 2010

Semana Dedicada ao Pai

Um pai vale mais do que uma centena de mestres-escola.
(George Herbert) 



A semana que hoje começa vai ser por mim inteiramente dedicada ao  pai, em especial ao meu.
Já várias vezes escrevi sobre ele, mas há algum tempo, comecei a escrever pequenos textos baseados na sua vida. Dei-lhe o nome de Histórias da Serra, pois o seu percurso de vida foi semelhante ao de muitos rapazes que nasceram e cresceram na serra, partindo depois em busca de vida melhor.
Penso fazer também um capítulo que dedicarei aos que não partiram e continuaram a sua luta nas agruras da serra.
Os textos não retratam fielmente a vida do meu pai mas são, em grande parte, inspirados nela. Do tema Histórias da Serra, faz parte também uma história de vida passada no feminino. Essa é inspirada na vida da minha mãe, que a certa altura se cruza com a do meu pai, para iniciarem uma nova história -a  minha - a vida duma lisboeta com o coração na serra.
E como a semana vai ser do pai, a melhor forma de a iniciar será com uma poesia.
Desta vez, o autor é  Pablo Neruda, numa tradução de Rui Lage.


O Pai

Terra de semente inculta e bravia,
terra onde não há esteiros ou caminhos,
sob o sol minha vida se alonga e estremece.

Pai, nada podem teus olhos doces,
como nada puderam as estrelas
que me abrasam os olhos e as faces.

Escureceu-me a vista o mal de amor
e na doce fonte do meu sonho
outra fonte tremida se reflecte.

Depois... Pergunta a Deus porque me deram
o que me deram e porque depois
conheci a solidão do céu e da terra.

Olha, minha juventude foi um puro
botão que ficou por rebentar e perde
a sua doçura de seiva e de sangue.

O sol que cai e cai eternamente
cansou-se de a beijar... E o outono.
Pai, nada podem teus olhos doces.

Escutarei de noite as tuas palavras:
... menino, meu menino...

E na noite imensa
com as feridas de ambos seguirei.




Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

9 comentários:

Flora Maria disse...

Muito interessante essa sua "semana do pai" !
Como já disse, aqui no Brasil o Dia dos Pais é no segundo domingo de agosto.

Beijo

Osvaldo disse...

Lourdes;

Como pai e avô que sou, agradeço tão bela homenagem ao pai que por vezes é tão mal compreendido!...
Mas pai é sempre pai e sempre o dia do reconhecimento, mesmo que seja apenas uma vez por ano!...

bjs, Lourdes.
Osvaldo

Sandra disse...

CURIOSA E E INTERAÇÃO DE AMIGOS DEIXOU PARA VC. LINDOS SELOS.
VOU TE ESPERAR.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Sandra disse...

PARABÉNS PELO TEXTO. PAI É SEMPRE PAI.
IMAGINE QUANDO CHEGAR A SUA COLETIVA.
VAI FICAR UM MASTERRR,RSRRSSRSRRS
AMIGA AGRADEÇO O SEU CARINHO NA CURIOSA E DEMAIS BLOGS.
ESTOU NA COLETIVA DA MINHA ALDEIA. VOU TE ESPERAR PARA CONFERIR.

POR ESTE MOTIVO VENHO CARINHOSAMENTE LHE CONVIDAR PARA COMPARTILHAR COMIGO.
CONVIDO COM MUITO CARINHO PARA VIM VISITAR MEU BLOG E VER A TERRA DE MEU PAI. COLETIVA DA ALDEIA. VOU TE ESPERAR NESTE LINDO CANTINHO.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
FICAREI MUITO FELIZ COM A SUA CHEGADA.
SANDRA

Marli disse...

Olá Amiga!
Aqui nós sempre usamos, e chamamos de trilho de mesa.
Nunca saiu da moda.
Acho muito lindo na mesa.
Obrigado pelo carinho.
bejinhos .(^_^)

Fernanda disse...

Querida amiga Lourdes,

Acho a ideia maravilhosa.
É uma forma linda de manter viva a imagem do pai querido.

Ainda não sei o que vou fazer nesse dia para homenagear o meu falecido mas sempre muito amado pai.
Sei que tenho que lembrar ao meu filho a data, porque lá na Suíça as datas não condizem com as nossas e ele pode esquecer-se do pai, que sei que adora e nunca se perdoaria se o esquecesse.

Beijinhos

M. Lourdes disse...

Flora Maria
É verdade, este dia comemora-se em diferentes dias nos vários países. Mas isto é apenas uma data simbólica como tantas outras. Dia do pai é todos os dias.
Beijinhos

Osvaldo
A data é para mostrar o reconhecimento de todos os dias do ano.
Beijinhos


Sandra
É isso mesmo, Pai é sempre pai mas o "consumismo" criou esta moda do dia de "qualquer coisa" .
É pena é que alguns filhos só se lembrem do seu pai neste dia e outros nem isso...
Beijinhos

Fernanda
Pois é, a data é comemorada em dias diferentes nos diversos países e, é natural que ele não se lembre. Mas, pelo que já me apercebi, ele deve ser daqueles filhos que não precisa de data especial para demonstrarem o seu carinho pelo pai.
Beijinhos

Dulce disse...

Que doce homenagem esta que presta a seu pai, Lourdes! A figura do pai, para mim, é a de um amigo incondicional, a de um anjo protetor, a de um porto seguro. Assim vive ainda meu pai em minha alma e percebo que seu pai foi, além de tudo isso, fonte de amor.
Beijos.

M. Lourdes disse...

Dulce
O meu pai ainda está entre nós, mas aquilo que sente em relação ao seu pai, eu sinto pela minha mãe, que já nos deixou há 8 anos.
Ficam as recordações para sempre presentes em nossos corações.
Beijinhos
Lourdes