quarta-feira, 11 de março de 2009

Alminhas



Para os crentes Deus está no princípio das coisas. Para os cientistas no final de toda a reflexão.
( Max Planc)

§§§§§------§§§§§


Por toda a serra do Açor, à beira das estradas, nas encruzilhadas dos caminhos, nas pontes, ou na frontaria das casas , em vários locais das povoações, existem pequenos monumentos, onde estão colocadas pinturas, esculturas ou painéis de azulejos em honra das Almas do Purgatório, a que vulgarmente se chamam «alminhas».


- Alminhas num nicho em Porto Silvado -


Estes pequenos e simples monumentos de culto aos mortos lembravam, a quem por eles passava, da necessidade de rezarem pelas almas dos defuntos que vagueiam expiando os seus pecados no Purgatório, para os ajudar a alcançar a paz eterna.
Em alguns destes locais , é frequente verem-se velas acesas ou flores, em especial coincidindo com datas relacionadas com os defuntos.
A origem das alminhas perde-se nos tempos. Sendo manifestações essencialmente cristãs, há quem defenda a sua origem pagã.
As alminhas têm vindo a desaparecer quer por incúria do homem, quer por não resistirem aos estragos provocados pelo tempo. No entanto, há povoações que se têm preocupado em preservar ou reconstruir estes exemplos da cultura religiosa popular.






- Alminhas que eu pintei em azulejo, no Sobral Magro -





Obrigada pela visita. Volte sempre.




3 comentários:

luantes disse...

tambem aqui pelos meus sitios os nichos com imagens de santos (alminhas) se podem ver á saida povoações e espalhadas por esses caminhos.
já agora deixe me dar lhe os parabens porque pinta muito bem

Dulce disse...

Lourdes, muito interessantes essas suas descrições sobre os costumes do povo dessa região. Assim vamos conhecendo, daqui de longe, as histórias e os custumes de sua gente.
E muito lindo seu azulejo, parabéns.
Beijos

Anónimo disse...

Lourdes não tenho palavras os meus parabens.

VOZ DO GOULINHO
António Assunção