quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

A Laranjeira



A natureza não faz milagres; faz revelações.
( Autor Desconhecido)


§§§§§------§§§§§

É sabido de todos os sobralmagrenses, que o local onde se encontra a minha casa no Sobral Magro, se chama a Laranjeira.
Ainda me lembro daquele local, antes de ser adquirido pelos meus pais. Uma casa inacabada encimava três cômbaros. Ali havia árvores de fruta entre as quais algumas laranjeiras.
Com a passagem da estrada que atravessou o quintal, algumas árvores foram cortadas. No entanto, ainda hoje existe no local uma laranjeira. Já esteve quase seca queimada pela geada, já quase foi arrancada por um temporal, mas permanece ali apesar de tudo.


- A laranjeira do meu quintal -

3 comentários:

Dulce disse...

Lourdes,
ter uma laranjeira no quintal é bom demais, ainda mais quando já faz parte da história da familia. E é um árvore forte como certas pessoas corajosas que enfrentam lutas e embates na vida e permanecem de pé, dando sombra e frutos a quem dela precise.
beijos

Lourdes disse...

Pode crer Dulce. E esta tem cumprido no que diz respeito a frutos. Numa zona fria de Portugal, tem resistido e continua a dar frutos doces e saborosos. E como sabe bem ir à árvore, apanhar uma laranja e saboreá-la à sombra dos seus ramos!
É uma das minhas árvores preferidas para mais que é no Inverno que se apresenta carregada de frutos e quando floresce deita um perfume que me delicia.
Beijos

Dulce disse...

Ahhh... sei como é, Lourdes. Uma delícia! Tivemos uma pequena chácara, nos tempos de meu marido, e um dos melhores prazeres era exatamente colher os frutos diretamente dos pés e saborea-los lá mesmo, sentados a varanda... Só quem já o fez sabe o quanto é bom...
beijos