sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Carnaval à Porta


O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior.
(Alfred Montapert)


§§§§§------§§§§§



Entrámos em plena época de Carnaval.
Para algumas pessoas, esta quadra representa uma sucessão de manifestações de alegria, em que muitos aproveitam o facto de se mascararem para agirem duma forma que não seriam capazes em outras alturas.
Eu, pessoalmente não sou muito adepta do Carnaval nos moldes actuais, pois caiu-se em excessos de que não sou apreciadora. Mete-me dó ver raparigas desfilando, com os corpos semi-nus sob um clima frio como é o nosso, numa tentativa de imitação do carnaval do Brasil, onde o calor aperta .
Normalmente passo o Carnaval na aldeia, pois no Porto Silvado costuma proceder-se à matança do porco , nesta altura do ano. Então costumamos mascarar-nos tentando manter a tradição mas sem exageros.
Nas aldeias, o Carnaval era passado duma forma simples e popular. Era trapalhão mas muito alegre.
Aproveitando a prata da casa, os foliões saíam para a rua com roupas velhas. Alguns rapazes vestiam-se de raparigas e divertiam-se cantando, dançando e pregando partidas às pessoas que por eles passavam. Muitas vezes, quando apanhavam uma porta de casa aberta, atiravam coisas lá para dentro, assustando os proprietários. De região para região havia costumes próprios, mas sempre tendo em vista a diversão.
Este ano, vou ficar por Fernão Ferro. Possivelmente, vou apenas dar uma vista de olhos pela televisão e assistir às diferentes manifestações carnavalescas, que se forem passando nos países onde há esta tradição.


- Carnaval de 2008 em Porto Silvado -


Obrigada pela visita. Volte sempre.




2 comentários:

Dulce disse...

Lourde,
Passe aonde passar, um bom carnaval para você... sempre com alegria e saude.
beijos

Lourdes disse...

Obrigada Dulce.Desejo que passe também esta época com paz e saúde.
Beijinho