segunda-feira, 27 de março de 2017

Penacova

Nas minhas viagens à aldeia, quando passo pelo IP 3, a vila de Penacova surge num local de grande beleza natural, numa encosta sobranceira ao Mondego

As origens de Penacova são desconhecidas mas bastante antigas. Pensa-se que a  povoação nasceu num  Castelo, por volta do século IX ou X,  numa época anterior à fundação de Portugal.
A primeira referência à povoação foi em 911, na doação do Mosteiro do Lorvão, havendo citações a Penacova e ao seu castelo.  
Em 1192, recebia o seu primeiro foral, doado por D. Sancho I,  confirmado por D. Afonso II em 1217. Em 1513, D. Manuel I concedeu-lhe foral novo e em 1605, o rei D. Filipe II, elevou-a à categoria de Concelho.


A padroeira de Penacova é Nossa Senhora da Assunção. 
A primitiva igreja paroquial era a Capela de Nossa Senhora da Guia, situada junto às ruínas do Castelo mas, como era pequena e de  difícil acesso, foi construída a actual  Igreja Matriz durante o século XVI.   
Na fachada da Igreja de Nossa Senhora da Assunção destaca-se  o portal, em pedra encimado por frontão, onde figuram as imagens da padroeira e dois anjos. 
A torre sineira foi erigida do lado direito,  mas   recuada em relação à fachada.
O  interior tem uma única  nave, ladeada por várias capelas e com   tecto de madeira  em forma de abóbada.  No  altar-mor sobressai um retábulo em talha dourada, do final do século XVII.

Na  Sacristia, destaca-se uma lápide romana do séc. I que comprova a romanização da vila.




Penacova orgulha-se do seu Património, com outros  monumentos para além da sua Igreja Matriz.


- Capela de São João 

Templo do século XVI remodelado  mais tarde. 
No exterior tem um um alpendre de três arcos e no interior um Retábulo de pedra e dois nichos com as imagens  de São João Baptista e de São Sebastião.

- Capela  de Santo António (século XVII) 

Data do século XVII mas foi remodelada nos séculos seguintes. O alpendre possui quatro colunas na frente e uma a meio de cada lado. No interior destaca-se um retábulo secundário, de finais do século XVII, princípios do século XVIII, com  as esculturas de Santo António e de São Francisco, da mesma época. Na Capela-Mor existe  uma campa com brasão não identificado, devido a estar muito gasto e sumido.

- Pelourinho da Vila

Transformado  em cruzeiro, o pelourinho situa-se  no local onde antigamente   existia   o Castelo. 
- Museu Etnográfico de Penacova
- Miradouro
Datado do início do século XX, este miradouro foi mandado construir por Emídio da Silva. Deste local pode-se desfrutar duma bonita paisagem sobre o Mondego, o vale da Ribeira e o cume de Nossa Senhora do Monte Alto.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.





Sem comentários: