terça-feira, 23 de setembro de 2014

Moscovo: Kremlin III

A origem do Kremlin vem da época da fundação de Moscovo em 1156, quando foi mandada  construir uma paliçada no local, com um fosso em volta, a servir de proteção.
Só em 1339, foram levantadas paredes e as primeiras torres do Kremlin e em 1487, o grão-duque Ivan III, mandou construir o palácio das Facetas que é o mais antigo edifício  preservado de Moscovo.
O nome do palácio deve-se ao facto de ser revestido com  pedras angulosas  que dão a ideia  de serem diversas facetas.
Palácio das Facetas

Seguiram-se outros importantes palácios, residências de czares e czarinas,  bem como majestosos edifícios religiosos, até que no século XIX, no local onde se encontravam dois destes palácios, por ordem de Nicolau I,  começou a construção daquele que ficou conhecido como Grande Palácio do Kremlin. 


Grande Palácio do Kremlin1


O Grande Palácio do Kremlin é, tal como o nome  indica, um grande edifício com uma fachada principal com 125 metros de comprimento e uma altura de 44 metros. Conta com cerca de 700 divisões distribuídas por dois pisos, que serviram de residência aos czares ou, na época em que a capital se fixou em São Petersburgo, para alojamento da família imperial de cada vez que se deslocavam a Moscovo. Atualmente, é residência oficial do presidente russo Vladimir Putin.

Palácio do Arsenal Kremlin2


Junto a este palácio e à Torre Borowizki, encontra-se o Palácio do Arsenal,  onde se localiza  um dos mais famosos museus russos. Ali se pode apreciar uma extraordinária coleção de peças de valor incalculável.


                                   





Terminamos hoje os posts dedicados ao Kremlin. Continuaremos em Moscovo nos próximos dias, para conhecer mais alguns lugares de interesse  da cidade e arredores.


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Sem comentários: