terça-feira, 30 de setembro de 2014

Aldeias Homónimas: Cerdeira

Após o Verão regresso aos temas do blog. Desta vez, as localidades homónimas que vamos conhecer são as denominadas por Cerdeira.

Cerdeira (Concelho de Arganil)
A antiga freguesia de Santo António de Cerdeira, também conhecida por Cerdeira de Coja, foi curato da apresentação do vigário de Coja. Durante muitos anos, foi sede de freguesia e, na última reforma administrativa, foi agregada à da Moura da Serra, formando a União das Freguesias da Cerdeira e Moura da Serra.
Esta localidade, fica localizada numa zona de grande beleza natural, de características ímpares, rodeada por paisagens verdejantes  onde se podem encontrar recantos pitorescos, sendo parte integrante da Serra do Açor.
Cerdeira photo Cerdeira.jpg

Cerdeira (Lousã)
No vizinho concelho da Lousã, localiza-se uma outra aldeia com o mesmo nome que faz parte da rede das Aldeias de Xisto.
É uma pequena mas bonita aldeia, à entrada da qual existe uma pequena ponte sobre a ribeira da Cerdeira, onde exite um pequeno parque de merendas e ao longo da qual são visíveis vários moinhos. 
Na povoação existe também, uma produção biológica de ervas aromáticas e um atelier de artesanato.

 Foto: turismo.pt
Cerdeira Sabugal
No concelho do Sabugal, vamos poder encontrar outra Cerdeira, também conhecida por Cerdeira do Côa.
É sede de freguesia, dista  22 km do Sabugal e é atravessada pelo rio Noéme. Da freguesia,  fazem também parte, a  povoação da Redondinha e dois lugares abandonados em meados do século XX: Azinheira e Santo Amaro do Cortelho.
A aldeia da Cerdeira é muito antiga. A primeira referência à povoação aconteceu no primeiro foral de Castelo Mendo em   1229, concedido por D. Sancho II, no entanto,foi em 1253 que D. Afonso III concedeu também foral à Cerdeira.
Do património da povoação destacam-se:
Igreja Matriz, no largo da Igreja, dedicada a Nossa Senhora da Visitação.
Torre do Relógio, que terá sido construída a partir das ruínas duma torre de atalaia medieval.
Ponte românica de granito com seis arcos perfeitos, sobre o rio Noéme. Apesar de ser conhecida como ponte romana, tudo indica ter sido construída na segunda metade do século XIII.
Capela do Senhor dos Aflitos, situada numa das entradas  da ponte sobre o rio Noéme.
Forno Comunitário, no largo da Praça.
Há também na povoação, um cruzeiro,  cinco chafarizes em pedra e duas fonte.


Foto: Panoramio







Obrigada pela sua visita. Volte sempre.





Sem comentários: