sexta-feira, 20 de abril de 2018

Porque é fim de semana: Matança


Porque é fim de semana, vamos continuar na descoberta  das  freguesias  do concelho  de  Fornos de Algodres e conhecer um pouco da freguesia de Matança.  




Esta é uma das mais antigas povoações do concelho, devendo   remontar à época dos romanos.
Situada numa região onde o povoamento humano tem mais de 5000 anos, como comprova a existência dum monumento megalítico perto desta localidade, a Anta das Corgas, ou Casa da Orca das Corgas
Existem também vestígios da civilização romana, havendo quem afirme que passava por esta antiga vila, uma via que ligaria Viseu a Trancoso. À entrada da povoação, existem ainda  duas  pontes medievais, provavelmente de fundação romana e perto duma delas  existem restos de uma calçada romana.



Matança foi sede de concelho a partir de 1270, data em que recebeu o primeiro foral concedido por  D. Afonso III,  sendo confirmado por  foral novo, dado por D. Manuel I, no século XVI. 
Este concelho, que pertencia à Comarca de Trancoso, só foi extinto em 1836, pela reforma liberal, mas ainda conserva o seu pelourinho, antigo símbolo da autonomia municipal,  situado na praça onde outrora se encontrava o edifício municipal.



A padroeira de Matança é Santa Maria Madalena.
A sua Igreja Matriz tem data desconhecida, mas provavelmente  datará dos séculos XIII ou XIV. 
Esta igreja que era já importante no tempo do Rei D. Dinis, que a taxou para a guerra contra os mouros em 40 libras, sofreu várias alterações  no século XVIII.
No exterior,  conserva ainda o  portal românico e algumas pedras sigladas caraterísticas da época medieval.

Em Matança podem ser visitados outros locais de interesse patrimonial

- Dólmen de Matança




Anta de câmara poligonal de nove esteios, dois dos quais apresentam vestígios de gravuras rupestres. Foi construído, provavelmente, entre 2900 a.C. e 2640 a.C.

- Ponte romana 



Constituída por dois arcos, que fazia ligação à calçada romana.

- Pelourinho



O monumento manuelino, que se pensa datar  do século XVI. Construído em granito, é constituído por uma coluna octogonal assente em degraus, com remate em capitel de gaiola. 


Esta freguesia inclui, além da sede de freguesia, os lugares de Fonte Fria e Forcadas que serão alvo do próximo post do Açor.


Fonte Wikipédia e blogues de Algodres
Fotos da Internet


Obrigada pela sua presença. Volte sempre!












Sem comentários: