terça-feira, 17 de abril de 2018

Coimbra: Quinta das Lágrimas

Coimbra não é só monumentos. 
A cidade, que D. Afonso Henriques tornou capital do reino, tem muito mais para oferecer a quem a visita. Existem na cidade locais emblemáticos de visita obrigatória.
Um deles é a Quinta das Lágrimas.


Envolta num clima de romance e tragédia, esta quinta foi o palco da  história de amor entre D. Pedro e D. Inês de Castro.  Era nos jardins da Quinta das Lágrimas, que D. Pedro se encontrava secretamente com D. Inês e  foi ali que terminou a história de amor dos dois amantes, quando os mercenários do rei  D. Afonso IV, assassinaram  D. Inês de Castro.



O jardim  é constituído por uma zona de mata, um autêntico museu vegetal, onde podem ser observadas  várias árvores vindas de diversos pontos do Mundo. Em tempos, era nesta mata que a família real caçava.
Mais tarde, o terreno passou para a posse da Universidade de Coimbra e de uma ordem religiosa.


Em 1730, a quinta foi adquirida pela família Osório Cabral de Castro, que mandou construir um palácio que foi destruído por um incêndio em 1879 e reconstruído no século seguinte, à semelhança dos antigos solares rurais portugueses, com biblioteca e capela.
Actualmente no palácio funciona uma unidade hoteleira.



Passeando pelo jardim, podemos encontrar a Fonte dos Amores e a Fonte das Lágrimas, o anfiteatro da Colina de Camões, o lago redondo rematado com pedra grossa, inspirado no lago das Lágrimas, que fica perto. 


Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

Sem comentários: