sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Efemérides da Minha Aldeia

Tal como expliquei num outro post, vou recuperar algumas das notícias do extinto jornal da nossa freguesia: O Notícias de Pomares.
É uma forma de alguns recordarem o passado e outros se aperceberem do quão difícil era a vida na região, podendo assim valorizar o trabalho dos nossos antepassados na construção de aldeias com melhores condições de vida.
A notícia de hoje transporta-nos para o ano de 1960.
Com muito empenhamento da Comissão e uma inexcedível colaboração dos habitantes da povoação de Sobral Magro, nesse ano, conseguiram-se transformar dois sonhos em realidade.

O primeiro foi o cemitério. 
A partir de então, corpos dos defuntos continuariam a permanecer na aldeia para além da morte. A construção do cemitério chegara ao fim e ia ser inaugurado. A cerimónia realizou-se faz hoje precisamente 50 anos.

- Inauguração do Cemitério -

O Segundo era dotar o chafariz da povoação de água potável.
Na aldeia, em que a água escasseava, só havia um chafariz mas a água era imprópria para consumo. À noite, após um dia de trabalho duro no campo, as mulheres tinham que ir com o seu cântaro,à mina, esperando a sua vez em longas filas, para levarem água para casa.
Também neste caso, a Comissão de Melhoramentos e o povo construíram uma fonte e canalizaram a água da mina. A fonte inicial, foi colocada num outro local ficando os sobralmagrenses com a tarefa da água mais facilitada.

- A fonte do Largo da Barroca -

- A fonte na barroca de S. Domingos -

É da inauguração destas obras, a notícia que recuperei do Notícias de Pomares do mês de Novembro de 1960.






Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

3 comentários:

Maria disse...

Amiga, que homenagem linda à sua Aldeia. É importante preservarmos o passado, são as nossas raízes, a nossa história, o nosso património.
Tenha um sereno e feliz fim-de-semana.
bjs do tamanho do infinito,
Maria

Fernanda disse...

Querida amiga Lourdes!

Falar da nossa terra ... eleva-nos!
Foi com um brilho nos olhos que li sobre a sua terra e vi a minha reflectida.

Beijinhos

Carlos A.P.Ramos disse...

Deixo-lhe um cumprimento pelo seu excelente blog