terça-feira, 2 de maio de 2017

Moita

A Moita é uma vila sede de concelho do qual fazem parte as freguesias de Alhos Vedros, Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Gaio, Rosário e Sarilhos Pequenos e Moita.


Situada  numa das margens  do estuário do Tejo, esta localidade desenvolveu-se  devido ao transporte de cabotagem, que a tornou numa terra de passagem e num importante nó de ligação entre o Sul do país e a cidade de Lisboa. Esse desenvolvimento foi de tal ordem, que ultrapassou Alhos Vedros, a vila a cujo município pertencia.


Em finais do século XVII, a Moita era já vila e sede de concelho.
A padroeira da vila é Nossa Senhora da Boa Viagem.
A igreja paroquial data de 1631, e foi edificada para protecção dos marinheiros e viajantes, sendo custeada pela  população.

O interior é formado por uma só nave.  Na primeira metade do séc. XVIII, as paredes foram revestidas  com painéis de azulejos e talha dourada.
Uma das mais importantes  tradições da Moita,    são os festejos em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, que remontam a finais do século XVII.  
Foto: http://festabravanoribatejo.blogspot.pt
Fragateiros e  pescadores enfeitam os seus barcos para as cerimónias marítimas em honra da sua padroeira, das quais constam  a procissão, bênção das embarcações e cortejo de Barcos tradicionais do Tejo.
Da parte profana da festa faz parte outra das mais importantes tradições da vila: a festa brava. Realizam-se corridas e largadas de toiros, que atraem à Moita milhares de forasteiros.


 
Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


Sem comentários: