quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Menos um Habitante no Sobral Magro

Os mortos são apenas invisíveis, mas não ausentes.
(Leonardo Boff)





As nossas aldeias estão cada vez mais despovoadas. Desta vez foi o Porfírio que nos deixou.
Faleceu ontem e foi hoje o seu funeral, sendo cremado no cemitério do Alto de S. João. Não sendo natural do Sobral Magro, foi para ali viver há bastantes anos e por ali permaneceu até adoecer e ter que voltar para Lisboa.
Imagens como esta não se voltarão a repetir.




Que a sua alma descanse em paz.
À família enlutada apresento as minhas sinceras condolências.



Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

3 comentários:

Joaquim Angelo disse...

Pois é D Lourdes , a vida por vezes prega-nos estas surpresas...

Luis Antunes disse...

Paz á sua alma
todos teremos que ir pelo mesmo caminho
mas já agora que esperemuito tempo por nós

paula alves disse...

obrigada dona lurdes por se lembrar do meu tio ele adorava aquela terra o brigada a todos