segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A Caça


Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.


(Victor Hugo)








Outono é também tempo de caça.
Antigamente a serra do Açor era povoada por animais de caça em abundância. Em Outubro, era normal verem-se grupos de caçadores devidamente equipados, acompanhados pelos seus cães, subirem as encostas da serra em busca de coelhos bravos, perdizes e lebres.
Quando chegavam com os animais caçados pendurados à cintura, era grande a algazarra provocada pela alegria dos cães entusiasmados com a caçada.

- Caçador (José Mendes) com os cães e os coelhos-

Com o passar dos anos, os animais de caça foram escasseando e, por se encontrarem em perigo de extinção, foram aplicadas novas regras, e criadas reservas, tendo por fim proteger as espécies.

Hoje em dia, os caçadores da região passam dias percorrendo a serra e, a maior parte das vezes, não caçam qualquer animal.
Há dias, quando estive no Sobral Magro, andava o meu pai à caça e eu tive que me deslocar a Avô. Na estrada entre o Sobral Magro e o Agroal, avistei um grupo perdizes. Abrandei a marcha e pude observá-las saltitando e correndo na berma até que levantaram vôo.


- Três das perdizes no Vale das Videiras, na berma da estrada -

Pessoalmente, este desporto não me entusiasma nada, no entanto o meu pai é caçador. Escusado será dizer que, houve uma grande risada quando o meu pai chegou a casa sem qualquer animal e eu lhe mostrei a fotografia com as perdizes, que eu tirei ali tão perto.






Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

4 comentários:

Duh Franzen disse...

Meu pai tbm gostava de caçar, assim como seu pai,seu avo,enfim fazia parte da cultura da epoca, num tempo em que os animais eram abundantes nem se pensava em preservação.
Que bom que agora existem leis limitando a caça a periodos especificos do ano ou proibindo totalmente a caçada, só assim nossos filhos conhecerão algumas especies de animais qse extintos.

Dulce disse...

Lourde

Hoje é dia de festa lá no Em Prosa e Verso - afinal é dia de aniversário_ e alem do brinde, estamos oferecendo aos queridos amigos um selinho comemorativo. Por favor, passe la para retira-do, com os meus melhores agradecimentos pela presença constante no blog, pela amizade, pelas sempre carinhosas mensagens que nos dedica.
Beijos

pico minha ilha disse...

As perdizes fizeram de propósito, como que a dizer, estamos vivas e bem vivas.Também não gosto muito de caça, por aqui também vão, mas não cá em casa.

Beijinhos e uma boa semana

VitorAlmeida disse...

O meu nome é Vítor Almeida. Visitei o blog e como caçador e criador de uma raça portuguesa, amante da caça não poderia de deixar uma mensagem.
A caça não é só um simples abate de um animal, é um querer de liberdade amor pela natureza.

Vítor Almeida www.perdigueirodeovar.com