terça-feira, 2 de junho de 2009

Viagem a Lourdes: Burgos e San Sebastian

Para viajar basta existir.
(Fernando Pesoa)

§§§§§------§§§§§



Vou finalmente continuar a descrição da minha última viagem. Fiquei na saída de Valladolid. Partimos então a caminho de Burgos, com uma manhã solarenga, mas muito fresca.
Ali permanecemos apenas o tempo suficiente para fazermos uma visita à sua lindíssima Catedral, a terceira maior de Espanha, onde se encontra o túmulo do famoso herói da cidade, El Cid.
Iniciámos a visita atravessando o Arco de Santa Maria .





- Arco de Santa Maria -



Deparámos então com um espectáculo gótico de rara beleza. Sou suspeita nas minhas considerações, pois este é o estilo arquitectónico que mais admiro. Perco-me nos soberbos rendilhados feitos na pedra, nas magníficas e coloridas rosáceas, nos arcos ogivais, colunas e abóbadas.





- Catedral de Burgos -



O interior desta catedral é muito bonito, mas não a pudémos apreciar devidamente nem aos outros monumentos da cidade, devido à escassez de tempo. O almoço estava já marcado para San Sebastian e tínhamos ainda muitos quilómetros para percorrer.





- Eu e o Fernando no recinto junto à Catedral -



Após a visita e as fotografias de praxe, seguimos então em direcção ao País Basco.
Durante o percurso, a paisagem foi-se alterando. Entrámos então numa zona mais elevada, que cruzámos através dos túneis ali existentes, que tornaram a distância a percorrer bastante mais curta e atravessámos a verdejante região dos pastores.





- Região espanhola mais elevada -





Aos poucos, também o clima se foi alterando e, à chegada a San Sebastian, já chovia. No entanto, a chuva não foi suficiente para nos impedir de apreciar esta bonita cidade, enquadrada numa magnífica baía em forma de concha, junto ao Mar da Biscaia.







- Entrada em San Sebastian, chovendo copiosamente -



O almoço estava marcado num hotel panorâmico, com uma excelente vista sobre a cidade. Após o almoço, apenas nos foi possível dar uma pequena voltinha pela cidade e dirigimo-nos para a fronteira com França.







- A Baía da Concha vista da varanda do hotel-




Deixámos Espanha para trás, ficando com a noção que a limpeza, a conservação da arquitectura, e dos aspectos históricos, são uma constante no país vizinho. Os espanhóis, têm um grande património e conservam-no orgulhosamente.

- Passeio em S. Sebastian -




Em tempos, era costume dizer-se em Portugal: De Espanha nem bons ventos, nem bons casamentos. Este ditado, completamente ultrapassado, devia ser alterado, pois de lá recebemos bons exemplos que deveríamos seguir, em especial no que respeita à conservação do nosso património.





- O adeus a San Sebastian -







Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Sem comentários: