quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Torga e o Beirão II



Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha.
(Confúcio)

§§§§§------§§§§§

Vou continuar a servir-me de pequenos trechos do livro PORTUGAL, em que Miguel Torga escreveu sobre o Homem da nossa região e que vou ilustrar com algumas das minhas fotos.

Quase nada. Algum remendo de centeio nas quebradas, meia dúzia de belgas de milho nos nateiros dos rios, quatro azeitonas, uns tonéis de vinho do Dão, a lã, o leite e a carne duns centos de ovelhas, um rebanho de cabras, duas trutas e um punhado de maçãs.



- A pesca de trutas na ribeira do Sobral -


Mas tudo isso o beirão multiplica com o seu amor. Do caldo de couves faz um manjar, do azeite uma tibornada, da lã churra um cobertor de papa, e da carne de cabra uma chanfana de endoidecer.


- Um pastor com o seu rebanho de cabras -


Faz estes milagres sem grande imaginação, pouco poeta e pouco artista, mas hábil, engenhoso e prático. Duma agricultura sem grandeza consegue uma abundância regrada, saborosa, com tigelada no fim.




- A saborosa tigelada beirã -

Sem comentários: