domingo, 20 de abril de 2008

FIGURAS DA SERRA: A PROFESSORA

Ensinar não é uma função vital, porque não tem o fim em si mesma; a função vital é aprender.(Aristóteles)



§§§§§------§§§§§


Outra das figuras importantes da serra era a Professora que, a par do padre, era das pessoas mais respeitadas nas aldeias.
Ela leccionava as quatro classes (actual 1º ciclo), tendo na mesma sala, na maior parte dos casos 40 ou mais alunos.
Tinha que falar de temas que para as crianças eram completamente abstractos, pois alguns nunca tinham saído da sua aldeia e nem sequer tinham televisão.
Como é que uma criança de uma pequena aldeia perdida no interior podia compreender o que era o mar?
O trabalho da professora era muitas vezes uma tarefa inglória.

A primeira escola que frequentei foi a do Sobral Magro. Sendo o meu pai caçador, tirava sempre as suas férias durante o mês de Outubro, para aproveitar para caçar na nossa região, onde na altura ainda abundavam as espécies cinegéticas.
Por essa razão o meu primeiro mês de aulas era sempre passado na escola do Sobral e, só a partir de Novembro prosseguia os meus estudos em Lisboa.

- A professora Olindina e eu -

Hoje, deixo aqui a minha homenagem à professora que me ensinou o a, e, i, o, u.
Por vontade própria e também do destino, o meu primeiro ano de trabalho exercendo a actividade docente, foi também na Escola de Sobral Magro.

Sem comentários: