sexta-feira, 25 de maio de 2018

Porque é fim de semana: União das Freguesias de Sobral Pichorro e Fuinhas

Porque é fim de semana, vamos  partir à descoberta  de mais uma   freguesia  do concelho  de  Fornos de Algodres. Desta vez vamos para a União das Freguesias de Sobral Pichorro e Fuinhas, constituída por duas antigas freguesias que foram agregadas  em 2013, no âmbito da Reforma Administrativa Nacional e pelas suas aldeias anexas.

Sobral Pichorro



Sobral Pichorro é uma localidade de que não se conhece a origem.

Nas Inquirições de D. Afonso III, de 1258,  encontra-se a mais antiga referência a esta povoação, com o nome Soveral, pertencendo à Igreja de "Sancta Maria" de Fornos de Algodres , o que leva a concluir  que não possuísse igreja paroquial.



A padroeira desta localidade é Nossa Senhora da Graça. A Igreja Matriz deverá datar do século XVIII e terá sido erguida no local doutro templo anterior. De arquitectura barroca e vernácula, tem planta longitudinal, com nave única e capela-mor de planta rectangular.

Na fachada principal destacam-se pormenores setecentistas no portal de arco abatido com frontão curvo.
torre sineira foi construída em 1856 a expensas da  freguesia.


Em frente à Igreja de Nossa Senhora da Graça, chama a atenção de quem passa  a Capela  do Santo Cristo. 
Construída possivelmente no século XIV ou XV, conserva ainda  diversos elementos medievais. No exterior destacam-se  a porta em arco de volta perfeita,  os contrafortes e os cachorros de remate aos capitéis, as gárgulas de canhão, o friso superior à porta e cornija, do século XVI e para as cantarias lavradas dos vãos. 
O seu interior é composto por três naves, cobertas por abóbada de cruzaria de ogivas,separadas por  arcos de volta perfeita.
A capela-mor é ladeada por capelas laterais, havendo numa delas um díptico de madeira com imagens de Cristo Crucificado e Cristo Redentor.
Nesta capela existe ainda um túmulo  em arco, sob o qual está uma sepultura onde se pode ver esculpida a figura de um homem, de que se desconhece a identificação.


Existe ainda uma outro templo religioso em Sobral Pichorro, provavelmente do início do século XVII.  Construída  como capela particular da família Beltrão junto ao solar tinha por padroeiro São Luís Beltrão. 
Em 1934, foi instalado no Solar  o Seminário de São José. Actualmente a capela está encerrada ao culto, por se encontrar em avançado estado de degradação. 
Da fachada deste templo, destaca-se o portal de moldura rectangular, encimado por friso saliente e janela quadrada. Do lado direito foi colocada a sineira, decorada por motivos geométricos e rematada por cruz e pináculos.
No interior da capela, de  nave única,  destaca-se um retábulo de talha de estilo nacional com imagem do padroeiro ao centro. 

Fuinha

Fuinha é a sede duma antiga freguesia que, em 1527, tinha o nome de Funha.
Dessa freguesia fazem parte ainda, os lugares de   Casas e Corujeira. 



O Orago é Nossa Senhora da Graça e a Igreja Matriz fica situada no centro da aldeia num local denominado por  Lameira.
Em Fuinhas existem ainda outras capelas. São elas:
- Capela de Santo Amaro



Todos os anos, o padroeiro Santo Amaro  é alvo  duma grande romagem em 15 de Janeiro.
No interior desta Capela, destaca-se  o tecto com talhas e pinturas iconográficas.

- Capela da Senhora do Carmo



Esta Capela  foi  benzida em 1730.


Fontes: Wikipédia e blogues de Algodres





Obrigada pela sua presença. Volte sempre!




Sem comentários: