quinta-feira, 19 de julho de 2012

Linguagem da Minha Aldeia - B

Continuando o tema iniciado em  Linguagem da Minha Aldeia  hoje cabe a vez à letra


B

Babuge (andar à babuge) - andar à coca, andar à espera
Bachicar - molhar com água atirada com as mãos
Bacorada - coisa sem jeito
Baijas - vagens, feijão verde
Bachochada - parvoíce
Balcão - espaço à entrada de casa
Baldear-se -  atirar-se, cair
Balofo - Mole, sem consistência
Barroca - Vala para onde escorrem as águas duma enxurrada
Balouco - Barroco
Balseiro - gordo
Bansos - degraus duma escada
Baraço - cordel
Barbilho - pequeno pau que se metia na boca dos cabritos para não mamarem
Barbeiro - frio
Bardo - terreno vedado
Barranco - muro caído
Barrasco - varrasco
Barrela - Solução alcalina usada para clarear roupa suja
Barriscar - varrer o forno
Barroco - pequeno curso de água que seca no Verão
barroeiro - com o cio
Basto - junto
Bate-cu -  Queda, insecto que habita junto à água 
Bátega -   pancada ( de chuva )
Batoque - Rolhacom  que se tapam os pipos; pessoa gorda
Batorel - pequeno terrenoBeirito - um golo de liquidoBiscalho -  pequeno pedaço
Beirada - Terreno com árvores silvestres
Bem bonda - já não bastava…
Benzilhão - curandeiro
Bertueja - brotoeja, espécie de erupção cutânea.
Biqueirão - esquisito na alimentação
Biscalho - pedaço pequeno
Bitoiro - variedade de urze, que floresce no Inverno
 - bom
Bofes - pulmões
Bômente - boa mente, boa vontade
Boche - modo de chamamento dos cão
Bolo - pequenina broa, feito normalmente para dar às crianças
Bonda - basta
Bonecra - boneca
Borna - Morna
Bornal - saco da merenda
Borralheira - poeira
Borralho - cinza, terra fina feita em pó
Borrar - sujar
Borrega - ferimento com pus
Borrego - bocado de leite coalhado (quando se está a fazer o queijo)
Bostela - crosta de ferida
Botar – deitar, encher, por
Botelha - abóbora
Botelho- gordo
Breda - vereda
Britar - partir
Broxo - prego pequeno
Brugiada - Burzigada,  prato feito com miúdos de porco
Bucha - pequena refeição, merenda
Bucharda - Estômago dos ovinos
Bucho - estômago
Bulha - zaragata
Bulir - mexer, tocar em


Photobucket

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

3 comentários:

alfacinha disse...

Muito interessante, estas palavras locais.O português é uma língua rica
Cumprimentos

Joana Neves disse...

Olá amiga querida! Vim desejar um FELIZ DIA do AMIGO e oferecer um miminho para vc! Encontra-o lá no blog! Espero que goste:)
bjinhos e um bom fim de semana!!

Joana Neves
http://joana-neves.blogspot.pt

MGomes disse...

["Que bom que foi ter tido novamente BERTUEJA depois de ter queimado por descuido um BARAÇO no maldito BORRALHO que eu pensava totalmente apagado !!!!"]

As memórias, mesmo estas da linguagem, são viagens extraordinárias às origens de cada um de nós!!! Ao percorrer muitas destas aqui publicadas, relembrei momentos e pessoas que jamais esuqecerei!!!

Só a exemplo, lembro-me de quando era menino e sempre que passava junto a um recipiente onde meu pai guardava as favas secas para ração do gado, lá vinha a maldita BERTUEJA!!!! Muito alcool etílico eu punha no corpo para aliviar a maldita comichão!!!

Bjo!!!