segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Casas dos Guardas Florestais

 
 

Parrozelos - Casa do Guarda Florestal

- Casa do guarda nos Parrozelos -

Quem percorre a nossa serra encontra de vez em quando casas com as mesmas características, isoladas e estrategicamente situadas em pontos altos das encostas  dos montes. São as casas dos guardas florestais.
Nelas habitaram há anos os guardas florestais  com as suas famílias, tendo aqueles a missão de vigiar a serra  no período de tempo que se seguiu à arborização dos baldios.
Mais tarde,  essas casas foram abandonadas e algumas encontram-se mesmo em ruínas.
Lembro-me bem da época em que a zona mais elevada da minha aldeia foi florestada. Assisti ao crescimento dos pinheiros mas  assisti também ao seu desaparecimento engolidos nas chamas. Alguns resistiram, outros renasceram das cinzas e, quando já tinham, de novo, um tamanho considerável foram novamente devastados por outro incêndio. 
Será que se estas casas estivessem de novo habitadas por guardas que procedessem a uma maior fiscalização das matas, se poderiam evitar alguns fogos florestais?


Vale de Maceira - - Casa do Guarda no Vale de Maceira -

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

9 comentários:

Artes e escritas disse...

Parece-me que tudo está bem cuidado, os arbustos estão cortados e bonitos, gostei de ver. Um abraço, Yayá.

Luís Coelho disse...

Agora desculpam-se com as despesas mas quando o fogo queima tudo gastam o triplo e ficamos sem a floresta.

Aqui na mata nacional ainda mantêem alguns e talvez por isso têem conseguido que não tenha ardido.

Ainda assim desactivaram muitos postos.

João Celorico disse...

Olá, Lourdes!
Após um longo absentismo, aqui fico o meu comentário. Tenho lido o que para trás tem escrito e tenho gostado das suas memórias em jeito de estórias breves.
Quanto a este "post", faz-me lembrar que também haviam, ao longo das estradas, as Casas dos Cantoneiros, que bem falta faziam hoje e haviam os "Guarda-Rios". À entrada de Sintra ainda existe uma dessas casas que ao que parece irá ser recuperada. Talvez para Posto de Turismo, digo eu, que lá passo todas as semanas e sempre olho para ela com pesar, face ao abandono.
Será isto saudosismo ou apenas a constatação de que o património só é digno depois de se gastarem rios de dinheiro na sua recuperação? Primeiro, há que deixar degradar!

Abraço,
João Celorico

José Pinto disse...

Respondendo à pergunta e concordando inteiramente com os pressupostos, deixo apenas a seguinte questão:
Nos tempos actuais, face à onda de criminalidade, algum guarda florestal arriscaria a viver lá sozinho ou a levar para lá a família?

Idanhense sonhadora disse...

Olá Lourdes , quanto a mim acho que os guardas florestais fazem falta , apesar de existirem na chamada época de incêndios !!!, umas torres de vigia colocadas em pontos mais altos ,como é o caso da minha terra... Mas creio que os guardas faziam outras tarefas úteis à manutenção da floresta . A casinha que mostra é bem bonita e está tão bem cuidada ...Um primor !
Beijo
Quina

Campista selvagem disse...

Minha cara...
Também eu já comentei muitas vezes o desperdicio deste património.
Eu entendo que estas construções se outra utilização não tiverem devem pelo menos ser recuperadas para turismo de habitação.
São muitas dezenas espalhadas por este país montanhoso: No Gerêz, no Alvão,Montezinho, Corno de Bico,ou na Sra do Minho, isto só para referir algumas da minha zona.
Bem sei que pelo centro do país também as há e como tal todos juntos deveriamos faser uma petição, para que o estado recopere estes imoveis, se não quiserem realizar estes investimentos pelos menos dêm oportunidade a quem quiser investir.

Mag. disse...

Conheço algumas dezenas de casas florestais quase todos em ruínas ou perto disso, esta deve ser caso raro, ou mora lá algum guarda ainda ou foi entregue a alguma associação ou junta de freguesia.

Nuno Fernandes disse...

Boas a todos... Parabéns por este Blog... Sou um aficionado por casas florestais e adoro fotografa-las... Tenho o prazer de conhecer por dentro e por fora dezenas delas... Por acaso a minha profissão é Guarda Florestal... Nunca Tive o prazer de morar em nenhuma... E infelizmente serei o último Guarda Florestal do país, dada a minha idade... Simplesmente amo as casas florestais e fico feliz saber que também mais pessoas gostam delas... meu email é nunofernandes2@hotmail.com caso queiram trocar fotos de casas ou ideias... Tudo de bom para todos

guerreiro disse...

Boas caros amigos, venho por este meio informar, sou Mestre Florestal Principal Guerreiro, e que a casa da Portela do Fomarigo, que encontra na 1ª foto e identificada como sendo dos Parrozelos, como também é conhecida, me está arrendada desde o tempo da DGF Direcção Geral das Florestas.
E para quem não sabe,as casas da guarda, onde os guardas florestais viviam com a familia eram alugadas aos mesmos a troco de uma renda mensal. Só lamento que os amigos do alheio já me tenham assaltado a casa por duas vezes, em a destruição que causaram foi superior ao valor roubado, pois desta última vez contentaram-se com um esquentador, uma garrafa de gaz e uma extensão elétrica, o pior foi a destruição das portas que eu tive de tentar arranjar conforme pude.
Espero que este movimento consiga abrir os olhos a quem de direito para a defesa das casas abandonadas que se degradam de dia para dia.