quinta-feira, 23 de junho de 2011

Pomares III


Apressemo-nos agora para a última parte da visita a Pomares neste dia santo de guarda, Dia do Corpo de Deus. 
Estamos  no Largo do Pontão e vamos virar para a direita, circundando, uma vez mais, os muros da Quinta da Marquesa em direcção ao adro da igreja. 
Ao fundo da rua, fazendo gaveto com o adro fica o edifício onde funcionam os serviços da Junta de Freguesia, o Posto Médico e o Bar da Junta onde entramos para tomar uma bica e trocar algumas palavras com alguns pomarenses que ali se  encontram. 




(Foto: Armando Nascimento)


À saída podemos apreciar a Igreja Matriz reformulada no séc XVIII,  a partir duma outra  bem mais antiga, como comprovam  um arco medieval (séc. XIV) existente na sacristia e os  retábulos da capela-mor e da capela da marquesa de finais do século XVII.
Saímos pela porta lateral junto a uma das entradas da Quinta da Marquesa, onde a casa de habitação se destaca  de todas as outras que lhe ficam anexas pela  arquitectura mais imponente.


Pomares

 
Esta quinta foi durante muito tempo a principal fonte de riqueza de Pomares e  os seu proprietários  os principais empregadores dos pomarenses. 
Pensando sempre na melhoria das condições de vida da aldeia,  cederam também vários terrenos  para a construção de algumas obras. À saída do adro, no lado oposto à quinta, situa-se a antiga casa paroquial, hoje ocupada pelo Centro de Dia, sobre o qual  já várias vezes aqui escrevi.
Continuamos o nosso percurso em direcção à ribeira sempre lado a lado com  a quinta. Passamos  por uma capelinha e chegamos ao local que nos últimos tempos tem atraído mais turistas à povoação, a sua praia fluvial, o Parque de Campismo da Bica e o Parque Infantil. 

Pomares

Atravessamos a ponte  do séc. XVIII que  serve  a antiga estrada que ligava Pomares a Avô e depois de apreciar o cruzeiro e as alminhas que ali se encontram,  seguir para a direita em direcção à Portelinha ou virar à esquerda para o campo de futebol, ou mesmo para descansar um pouco sob a frescura das árvores do Fontanheiro. 
Mas, com o calor que se prevê para estes dias, a melhor opção creio ser  um belo mergulho nas águas da ribeira e de seguida refrescar-se um pouco no bar do Parque de Campismo.


(Foto: Armando Nascimento)
 
Depois desta visita , há que descansar e preparar para os festejos do fim de semana. No Sábado, a festa da Sociedade de Melhoramentos decerto irá animar quem visitar a povoação e no Domingo realizar-se-à a festa da 1ª  Comunhão  dum grupo de crianças. A Missa será às 10h 30m, seguindo-se  a habitual Procissão,  abrilhantadas pela Filarmónica de Pomares.




Obrigada pela sua visita. Volte sempre.


2 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia
Gostei da visita. Já passámos por aí, mas existem muitas coisas que não vimos e nem sabemos que existem.
É bonito este amor que a liga às suas raízes.

Patricia disse...

As terras nortenhas são muito parecidas não é? Algumas fotos fazem-me lembrar a nossa aldeia ou alguma mais próxima :)
Dá-me uma nostalgia!! Saudades...

Beijinho grande minha querida e bom fim de semana.