terça-feira, 18 de novembro de 2008

Memórias do Passado II


As ideias de ontem fazem os costumes de amanhã.
(Anatole France)




§§§§§------§§§§§


O abandono da terra conduz-nos ao abandono da memória do modo de vida dos nossos antepassados, mas para que tal não aconteça os registos fotográficos ficam-nos para memória futura.
Hoje escrevo sobre as as poças que outrora, foram um grande auxiliar na agricultura da nossa região, na altura bastante povoada.
Algumas delas encontram-se localizadas no leito das ribeiras e barrocas.




- Uma poça na ribeira do Sobral Magro -



Outras eram construídas nos terrenos de cultivo sendo a água conduzida até elas, através de levadas.




- Poça (tanque) nos terrenos de cultivo em Porto Silvado -


Há ainda outros casos em que eram construídas junto das fontes, para aproveitar a água que se desperdiçava.







- Poça situada junto de uma fonte na Gramaça -




A água da rega era distribuída pela população de cada aldeia. Muitas vezes o corrente era fraco e não dava para colmatar as necessidades. Assim juntava-se a água numa poça e, quando tivesse uma certa quantidade, era então utilizada. Diziam as pessoas que iam botar a poça.


- Mulher botando a poça -






Sem comentários: