sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Porque é Fim de Semana e Dia dos Namorados

Porque é fim de semana e Dia dos Namorados não há sugestão para estes dias.
Quem é que não tem imaginação para um dia que se devia repetir todos os dias do ano?
Por essa razão, hoje fica apenas um poema, deixando a cada casal, um desafio para passarem o fim de semana da forma que acharem mais conveniente, mas sempre com muito amor.


AMAR
Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?
Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,
é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?
Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o áspero,
um vaso sem flor, um chão de ferro,
e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.
Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.
Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.
Carlos Drummond de Andrade

Recados Para Orkut - Click Aqui! http://www.recados.net


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

1 comentário:

Mariazita disse...

Olá, Lourdes
Muito obrigada por ter ido festejar comigo o aniversário da minha «CASA».

Sabe que sou fã de Carlos Drummond de Andrade? Gosto imenso do que ele escreve, e tenho imensos textos dele gravados.

Que seu Domingo seja muito feliz.
Beijinhos