terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Memórias

Essa noite mal dormira e levantara-se bem cedo. Ansiosa saíra de casa rumo à escola onde iria iniciar a sua vida profissional.
Logo à saída de casa, os futuros alunos aguardavam-na e saudaram-na entusiasmados. Retribuiu a saudação com um sorriso nervoso, tentando manter  as aparêncas.
Seguiu com elas pelo caminho que conhecia há muitos anos. As palavras não lhe saíam com a fluidez costumeira, as  pernas fraquejavam e uma forte pressão no peito fizera com que perdesse algum do entusiasmo que sentira nos dias anteriores.  Alguns pais das crianças, que afinal eram seus amigos, foram-se juntando e  a sua conversa animada não a fez  esquecer a ansiedade e receio que sentia no momento. 
Mas, por que razão resolvera concorrer para a Escola da  aldeia natal da sua mãe? Todos a conheciam, crescera no meio deles e iria ter alguma dificuldade em manter o respeito.
As crianças alheias ao seu nervosismo, percorriam o caminho  correndo, saltando e soltando sonoras gargalhadas, olhando para ela de quando em vez. 
Junto ao portão da escola, adiantaram-se e juntaram-se aos que já lá se encontravam.
- Bom dia minha Senhora! - gritaram todos em uníssono, à sua chegada.
Ela muito a custo conteve uma gargalhada. Afinal, aqueles que iriam ser seus alunos eram seus conterrâneos, sempre a trataram por tu e, naquele momento, o "minha senhora" saído das bocas deles, não soara nada bem.
Ergueu a cabeça e viu em frente, a aldeia natal do pai. Dum lado, a terra da mãe, do outro a do pai seguiam os seus primeiros passos na  vida profissional. 
Curioso. Há muitos anos atrás, os seus pais deixaram a serra para se empregar em Lisboa e, agora, ela deixara Lisboa para se vir empregar na serra.
Desta vez, um sorriso aberto aflorou nos seus lábios e abriu a porta da Escola confiante, iniciando assim um novo ciclo de vida.


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

10 comentários:

Dulce disse...

Bom dia, Lourdes

E que momento importante e bonito de sua vida este com que nos brinda hoje...
Espero que volte com novas e tão belas memórias, minha amiga.

Beijos

Idanhense sonhadora disse...

Olá Lourdes , adorei o seu texto . São recordações que ficam sempre na mente de um professor , o seu 1º dia de aulas ,quando se vê pela 1ªvez do lado de lá . Mas o seu caso ainda foi mais marcante ,pois suponho que tenha sido o seu .
Beijinhos e continue a dizer-nos "como foi ...."
Quina

Artes e escritas disse...

Esta história passa a impressão de quietude na alma, de uma emoção especial além do nervosismo, emocionante. Gostei imensamente de ler. Um abraço, Yayá.

Anónimo disse...

Recordar é viver, pena que hoje nas nossas aldeias perdidas na linda serra do Açor já não tenham crianças, inflismente só tem gente idosa e pouca e tudo tude lhes tiram até a TV a saude é so para ricos até parece que querem é que os idosos morram só nos resta a ajuda de Deus para nos ajudar a combater esta canalha e a deserteficação.

António Assunção

Flora Maria disse...

Ternas lembranças de momentos marcantes...
Adorei o texto !
Beijo

João Celorico disse...

Olá, Lourdes!

Ao longo da vida tomamos decisões que, por vezes, nos é difícil perceber o porquê das mesmas. Sejam, o chamamento das raízes, o acaso ou o destino, o que é certo é que a vida é assim. Também tive problema semelhante, qual foi o de chefiar antigos colegas e pessoas bem mais velhas do que eu e que me pediam conselhos, quando o mais natural seria eu recebê-los. Mas recordo um saudoso amigo e colega meu que, enquanto eu ia tirando o meu curso, me ia dizendo que ansiava o dia em que poderia tratar um engenheiro por tu. Fiz-lhe a vontade, ficámos os dois satisfeitos!

Abraço,
João Celorico

alfacinha disse...

São memórias lindas para relembrar e palavras suaves para guardar.
cumprimentos

Mariazita disse...

Boa tarde, Lourdes
Imagino a ansiedade e nervosismo!
Acontece o mesmo com toda a gente, perante uma situação nova e mais ou menos desconhecida.
Mas achei muito ternurento escolheres as terras de teus Pais para iniciares a tua vida profissional.
E gostei imenso do texto. Dá-nos mais... Deves ter imensas recordações bonitas que possas partilhar connosco.

Obrigada pelo teu apoio lá na minha «CASA». Vou continuar a esperar, não posso fazer mais nada, para já...

Bom fim de semana. Beijinhos

Luis disse...

Minha Boa Amiga Lourdes,
Recordar é Viver e neste caso alem de tudo mais reviver o seu primeiro dia de professora na terra dos seus Pais deve-lhe trazer grandes emoções e alegrias.
Continue trazendo suas memórias.
Beijinhos amigos.

Maria disse...

minha amiga hoje venho especialmente para agradecer as suas palavras de conforto e carinho. Os amigos são anjos que iluminam o nosso caminho quando nos encontramos na escuridão.
Muito obrigado pela luz da sua amizade.
Bjs
Maria