segunda-feira, 3 de março de 2008

Sobral Magro 2

Dizem sempre que o tempo muda as coisas, mas na realidade somos nós próprios quem tem de as mudar.
(Andy Warthol)


 
Não sei a quem compete a resolução destes problemas, mas em Sobral Magro há várias casas em ruínas e outras que ameaçam ruir, que dão à povoação um aspecto desolador. Algumas pertencem a famílias que não se entendem com as heranças, outras foram vendidas a pessoas que em tempos visitaram a aldeia e, num lampejo de ruralidade, as compraram para as restaurar. No entanto, não só não o fizeram como as deixaram desmoronar.

Esta, situada mesmo em frente à casa de Convívio, é um delas, mas há pelo menos mais duas na mesma situação.Seria preferível que os seus proprietários as mandassem demolir completamente, evitando assim o seu desmoronamento e as possíveis consequências, uma vez que põem em risco a segurança das pessoas que junto a elas passam.
A quem de direito, fica o reparo.
Sobral Magro merece.

Sem comentários: