quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Vila Cova à Coelheira - Seia

Vila Cova à Coelheira é a sede  duma freguesia muito antiga do concelho de Seia.
Está situada na margem direita do Rio Alva, num extenso vale no sopé da Serra da Estrela. Para além da fertilidade dos terrenos de cultivo, a zona é muito rica em volfrâmio e estanho, o que fez com que, desde cedo, fosse muito procurada pelos diversos povos que se fixaram na península Ibérica.
A sua história começou numa época remota, conforme o atestam alguns achados arqueológicos encontrados recentemente.
A referência mais antiga a Vila Cova, data de 1138. Existe depois uma outra referência, feita numa carta de venda, em 1169 e também D. Afonso Henriques se lhe refere numa Carta de Doação. 
No século XIII, Vila Cova pertencia à paróquia de Santa Maria de Seia, mas mais tarde, passou em testamento para Santa Cruz de Coimbra. 



Ainda antes do século XIV, tornou-se um concelho medieval com uma certa importância. Com a reforma administrativa de meados do séc. XIX, o concelho foi extinto e passou a integrar o concelho de Sandomil.  Em 1855, também este concelho foi extinto e Vila Cova passou para o de Seia.
O topónimo deriva da situação geográfica e, mais tarde, foi-lhe acrescentado “à Coelheira”, para distinguir esta freguesia de outras “Vilas Covas”.
A antiga freguesia de Vila Cova tinha como orago S. Mamede e era curato da apresentação do vigário de Seia. Foi do senhorio dos condes de Portalegre, marqueses de Gouveia e duques de Aveiro, tendo passado para a coroa após 1759.

Património de Vila Cova à Coelheira:

- Igreja Matriz
Situada à entrada da povoação, em honra de São Pedro, ficou concluída após o ano 1909.
Nela se destacam a torre sineira com fogaréus e, no interior, um púlpito de madeira e uma pia baptismal.



- Ermida de São Mamede 
Não se sabe ao certo a data da sua construção, pois o  seu culto é anterior à nacionalidade, havendo indicação de ser anterior ao Século XIII, data em que Vila Cova pertencia à paróquia de Santa Maria de Seia. 

- Capela do Santíssimo
Localizada no centro da vila, serviu de Igreja Matriz enquanto se erguia a actual. Existem documentos de 1721 que se referem a esta capela.

- Casa das Obras
Edifício que data do início do século XIX, mandado construir pelo Dr. José Pinto Fontes

- Ponte Românica


Ponte com dois arcos ogivais, datada do séc. XVII, serve de passagem sobre o rio Alva. 

- Praia Fluvial
Localizada na margem esquerda do rio Alva, nos limites do Parque Natural da Serra da Estrela, tem as características naturais que lhe permitem oferecer aos veraniantes uma magnífica zona balnear, de lazer e recreio.
Um parque  de merendas bem equipado  e um parque de campismo são um excelente complemento para a zona balnear.



Fotos da Internet




Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

Sem comentários: