sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Porque é fim de semana: Nespereira

Porque é fim de semana, vamos prosseguir na descoberta das localidades do concelho de Gouveia e seguimos para Nespereira. 



Esta  povoação situa-se na vertente Norte da Serra da Estrela, nos arredores da sede concelhia.

É uma das freguesias mais populosas e desenvolvidas do concelho, formada por quatro bairros: Carvalha, Santo António, Salpicão e o Povo.
Esta localidade é  atravessada por duas  ribeiras, Milo e Ajax, sobre as quais existem várias pontes, sendo uma delas bastante antiga (romana ou medieval), sobre a qual existe um troço de calçada romana. Para além desta, existem ainda mais calçadas e objectos dos romanos  a atestar a antiguidade da povoação. 
O topónimo Nespereira parece estar ligado a Inês Pereira, que diz o povo, ter sido a fundadora da Casa do Rio, uma construção acastelada, em ruínas.



Fundada por famílias nobres, existem ainda em Nespereira recordações de famílias como os Melos Freires, os Portugais e os Osórios.
A povoação tem como  orago Nossa Senhora da Graça e a Igreja Matriz é um monumento antigo situado no centro da localidade.



- Capela do Senhor dos Aflitos



Esta original capelinha situada junto à ribeira, tem como padroeiro o Senhor dos Aflitos em honra do qual se realizam anualmente grandes festejos.

- Capela de Santo António



Localizada no bairro do mesmo nome, encontra-se esta Capela, onde se realiza também uma romaria anual. 


- Capela de São Domingos




- Capela de Nossa Senhora  da Encarnação



Esta antiga Capela, situada no Largo da Fonte do Lameiro, é o local onde  está sepultado um antigo general da armada portuguesa.


Na Nespereira pode encontrar-se mais património digno de interesse.


- Fonte do Pipo



Situada também no centro de Nespereira, esta bonita fonte  enfatiza a importância da vinicultura na freguesia.

- Ponte do Chourido



Ponte antiga, atravessada por uma calçada Romana.


- Quinta do Paço
Esta quinta com casa brasonada, terá sido  a residência senhorial duma das mais ilustres  do Reino, os Mellos. 
A sua história  remonta ao início da nacionalidadee era o local onde pernoitavam os Bispos da Guarda e de Coimbra  quando por ali passavam. 
No reinado de D. João II foi atribuído o brasão à família,  pelos serviços prestados em  África. 
A Quinta foi remodelada e é, actualmente, um empreendimento de Turismo Rural, modalidade Agro-turismo. 






Fontes:
http://www.cm-gouveia.pt
http://osmelros.at.ua
https://quintanespereira.com


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


Sem comentários: