sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Porque é fim de semana: Nabais

Porque é fim de semana, vamos prosseguir na descoberta das localidades do concelho de Gouveia e seguimos para Nabais, uma  aldeia que foi agregada a Melo para formar a União De Freguesias de Melo e Nabais. 




Esta  localidade cujo topónimo está relacionado com campos dedicados à produção de nabos, foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Melo, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Melo e Nabais com a sede em Melo.
São poucas as referências à origem do povoamento de Nabais mas, no século XIII, em pleno reinado de D. Afonso II, a povoação foi doada ao homem que viria a fundar a casa nobre de Melo, o cavaleiro D. Men Soares de Melo e em  1258, nas Inquirições de D. Afonso III, já é referido um lugar , que deveria situar-se na zona do Arco de Palhais ou Arco de Nabais.



Este arco pensa-se ser parte duma estrutura defensiva do tempo dos Lusitanos.
Existem na aldeia alguns vestígios da presença judaica que, no  Pátio Judeu, deixaram vestígios (cruzes gravadas nas pedras de entrada das habitações), perpectuando a sua importância na história da aldeia.


O Orago desta povoação é  São Cosme. A Igreja Matriz de Nabais é um templo com  uma só nave, capela saliente e torre sineira. 
Data do séc. XVII, e foi reformada no séc. XVIII.
Capela  fica situada na antiga freguesia de Melo,  junto ao limite com  Nabais e a romaria  atrai à aldeia um grande número filhos da terra e  de forasteiros.

Para além da Igreja Matriz, fazem parte do património da Povoação:

- Pátio Judeu



- Chafariz


 

Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

Sem comentários: