quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Vila Pouca da Beira

Esta bonita povoação   surge a 3 Km da Estrada da Beira  e das Vendas de Galizes numa encosta fronteira à serra do Açor.
 
Teve carta de foral em data anterior ao século XIV, pois nas Inquirições de 1258 há referência a um juiz em Vila Pouca, que nos leva a pensar que, nessa época, a povoação  era sede de concelho.
Em 1519, D. Manuel I concedeu-lhe foral novo e, em 1836, o concelho foi extinto, passando Vila Pouca a freguesia, que foi  agregrada ao concelho de Avô, até à sua extinção em 1855 e à sua integração no concelho de Oliveira do Hospital.
A freguesia manteve-se até 2013, data em que passou a fazer parte da União de Freguesias de Penalva de Santa Ovaia  e Vila Pouca da Beira.
O padroeiro de Vila Pouca da Beira é S. Sebastião.
A Igreja matriz foi construída no Séc. XVIII e reconstruída   em 1818. 
O corpo principal foi construído no interior do edifício inicial. Deste templo, destacam-se o altar mor em talha policromada do Séc. XVIII e  dois altares laterais. 

Foto da Net
Gerrit Komrij, poeta holandês de reconhecimento internacional, fixou residência nesta localidade, onde era estimado por todos. Falecido em 2012,  encontra-se  sepultado no cemitério local, como era seu desejo.

Do Património de Vila Pouca da Beira, destaco:
- Convento do Desagravo de Santíssimo Sacramento
Conta a lenda  que o Convento foi construído em Vila Pouca da Beira, por vontade duma habitante que, por ter roubado as esmolas da Igreja,  precisava de "desagravar" o pecado cometido. A licença para construção do convento foi concedida em 1780 e em   1791, foi ocupado pelas  irmãs clarissas.
Com a extinção das ordens religiosas em 1834, a última freira viveu no convento até à sua morte. A partir de  então, o edifício teve várias utilizações, até que foi transformado numa pousada.

Do Convento do Desagravo fazem também parte a igreja e a casa do Bispo.

Ermida de São Miguel

Pequena ermida situada junto à estrada de Digueifel.

Pelourinho
Monumento  de  arquitectura político-administrativa e judicial, quinhentista. Com soco cilíndrico e fuste octogonal sem remate, e sem classificação tipológica.

Casas Senhoriais
Solar dos Mesquitas



Casa de Gerrit Komrij


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.











Sem comentários: