terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O lagar

Geralmente em Novembro, é costume na serra do Açor,  proceder-se à  apanha da azeitona, mas este ano este trabalho agrícola está a prolongar-se pelo mês de Dezembro.


Esta é uma das atividades agrícolas que ainda se mantém com grande relevância na   minha aldeia onde,   antes dos grandes incêndios que devastaram a região,   existiu um lagar onde se fabricava o azeite. Nesta altura, era grande a azáfama no Sobral Magro, onde acorriam muitas pessoas das aldeias limítrofes,  para assistirem à transformação da azeitona em azeite.
Atualmente, este trabalho é realizado na Bobadela,  povoação  que tem sido alvo das minhas últimas postagens. O processo tradicional cedeu o lugar a processos mais modernos. Perdeu-se a magia do passado, dos serões e tibornas no lagar, que apenas já existem na nossa memória.
Vai ser também na Bobadela, que um dia, poderemos ver algumas das peças  que se conseguiram recuperar do lagar de Sobral Magro, num pequeno museu que ali vai ser construído.
As imagens que se seguem são de algumas das peças recuperadas.
Lagar- Sobral Magro

Lagar- Sobral Magro
Lagar- Sobral Magro
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.


2 comentários:

Luis Antunes disse...

Olá amiga
comentei o seu post anterior mas não o vi publicado talvez não tenha chegado aí
de qualquer maneira gostei de ver o museu Bobadela é uma terra que conheço muito bem e muitos bons momentos por lá passei
No meu blogue tenho feito algumas ´postagens sobre as minhas recordações dos tempos que muito calcorreei essa serra
Se a Lurdes encontrar alguns erros diga
Abraço

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Desejo-lhe Boas Festas de Natal e Ano Novo