domingo, 3 de agosto de 2008

O GOULINHO ESTÁ DE LUTO



Nossos dias são como as estrelas cadentes: mal as vemos enquanto passam; deixam depois que passem um sulco indelével na memória.
(Benjamim Franklin)



§§§§§------§§§§§


Quando há dias anunciei a festa do Goulinho, não me passava pela cabeça que aquela povoação ia ter a sua festa marcada pelo falecimento dum dos seus habitantes: o ti Serafim.
Era uma pessoa muito conhecida e estimada na nossa região, que percorria com regularidade, andando de aldeia em aldeia, exercendo a sua profissão de barbeiro.
O Goulinho ficou mais pobre e a serra do Açor também.
Paz à sua alma.

( Foto retirada do blogue Voz do Goulinho)


Sem comentários: