segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

A Leonor

As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo.
(Autor:Uma criança de oito anos, publicado no Jornal do Cartaxo)

 
É impressionante como o tempo passa!
Numa luta incessante, cheguei aos 58 anos e não dei por isso...
Vivi momentos bons, mas também vivi outros que deixaram marcas pela dor que causaram.
A vida é mesmo assim...
Nos últimos dois anos, estou a passar uma fase em que pareço andar nas nuvens. Apareceu na vida da família a primeira neta e, tudo se modificou.
A Leonor já fez um aninho e mostrou-me que sou igual a todas as outras avós, que antes eu considerava umas babosas, porque falavam das suas netas como se fossem mais espertas que todas as outras.
Pois é, rendi-me. Têm razão. A minha neta é diferente também. Pelo menos aos meus olhos é a mais esperta e a mais bonita.
Ela é, neste momento, o melhor passatempo de que disponho.

Sem comentários: