sexta-feira, 10 de julho de 2015

Porque É Fim de Semana: Casegas

Porque é fim de semana, vamos continuar à descoberta de  localidades da serra do Açor e partimos para um concelho que pouco conheço. A partir de agora, vou-me servir  dos dados que encontrar  na internet e das imagens do Google Earth, para descobrir novos locais do nosso país.
Vamos então partir à descoberta das aldeias do concelho da Covilhã que estão inseridas no espaço físico da serra do Açor. 
Começamos pela antiga freguesia de Casegas, que, atualmente, forma com Ourondo a União das Freguesias de Casegas e Ourondo, da qual é a sede.
A História de Casegas é, como a de muitas outras localidades, desconhecida mas com a certeza de ser bastante remota. 
 
Existe uma carta de doação de Casegas à Ordem dos Templários, feita por Soeiro Fromarigues no ano de 1215 da era de César, ou seja, no ano de 1177 da nossa era, mas da qual não se tem a certeza da sua autenticidade.No entanto,  no primeiro mapa de Portugal já aparece Casegas com o nome "Caregas".
 
Esta povoação localiza-se entre as ribeiras de Unhais e de Casegas, a trinta quilómetros da Covilhã, a sede de concelho. No século XIX, a freguesia era maior do que atualmente, pois nela estavam integradas as localidades de Ourondo(  até 31 de Março de 1841), Cebola (até 12 de Junho de 1887) e Sobral (até 28 de Novembro de 1888). 
Da história de Casegas sobressai o facto de ter sido dotada de escola em 1773, após a reforma do ensino levava a cabo pelo Marquês de Pombal. Ali se ensinaram as primeiras letras e o Latim, que no concelho da Covilhã só acontecia na sede, em Teixoso e Tortosendo.

Sob o ponto de vista religioso, a paróquia era um curato da apresentação da vigairaria de Nossa Senhora da Silva do Castelejo, freguesia do concelho do Fundão.
A igreja paroquial, foi construída em 1933-1934, e tem como orago São Pedro, sendo um belo tempo de estilo moderno.

Do património cultural e edificado destacam-se a  Capela das Almas, Capela do anjo da Guarda, 1ª Casa de Casegas "Abrasonada", Igreja Paroquial, Ponte de Origem Romana, Forno Comunitário, Lagar de Azeite e Moinhos Tradicionais.
Conhecendo bem o outro lado da serra, esta é uma região  que está nos meus planos visitar assim que puder.


Obrigada pela. sua visita. Volte sempre.

Sem comentários: