quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Casa dos Bicos

Passeando por Lisboa ali juntinho ao Terreiro do Paço, deparamos com um edifício que se destaca  pela sua arquitetura diferente de todos os que o rodeiam. É a Casa dos Bicos.

Esta casa foi mandada construir por Brás de Albuquerque, filho de Afonso de Albuquerque, depois duma viagem  a Itália, onde se inspirou para a sua construção.
Inicialmente, este edifício era um palácio um pouco diferente do atual, pois o terramoto de 1755 destruiu uma grande parte.
Em 1973, a família Albuquerque vendeu-o  passando a ser utilizado como armazém de bacalhau. 
No entanto, mais tarde, o comissariado da XVII Exposição Europeia de Artes, Ciência e Cultura, mandou reconstruir parte do que ruiu durante o terramoto e a casa passou a servir como local para exposições.
Após a morte de José Saramago, a Casa dos Bicos  recebeu a sua biblioteca  e uma exposição permanente sobre a vida  deste escritor, prémio Nobel da literatura e  passando a ser a sede da Fundação Saramago.
O palácio foi construído no local onde passavam  as várias cercas (muralhas) que foram destruídas na altura. Parte delas  ficaram à vista, depois de escavações arqueológicas realizadas no piso térreo do palácio.


Durante as escavações, ficaram também à vista alguns tanques de salga da época da ocupação romana e uma torre medieval entre outros. Atualmente, este local está aberto ao público e constitui o Núcleo Arqueológico do Museu da Cidade de Lisboa.











Obrigada pela sua visita. Volte sempre.







Sem comentários: