sexta-feira, 6 de junho de 2014

Porque É Fim de Semana: Cortiça

Na rúbrica habitual de fim de semana hoje vamos até à Cortiça, outra das povoações que faz parte da freguesia de S. Martinho da Cortiça.
Tal como outras aldeias das redondezas,  também esta foi alvo da devastação provocada pelas lutas entre liberais  e absolutistas.
Na sequência , da "queima da pólvora", incidente em que   os absolutistas transportavam   um carregamento de pólvora de Abrantes para ser utilizado no cerco do Porto, sofreram uma  emboscada dos liberais, perto da Cortiça,  que lhes tiraram   a pólvora e a fizeram explodir na Catraia dos Poços . Para se vingarem, os absolutistas  incendiaram a povoação da Cortiça, deixando-a

Foto: Google Earth
Do património da povoação, destaca-se, por motivos históricos, a Capela de Santo Amaro, reconstruída em 1880, com retábulo de restos de talha dos séc. XVII-XVIII. A imagem setecentista de Santo Amaro,  veio substituir uma outra roubada pelos franceses, e da Senhora da Conceição, de pedra, do séc. XVI.
Junto à capela, existe uma casa senhorial, com o brasão dos Cunhas, de portal de pilastras, frontão curvo e sacada em ângulo assente em forte bacia moldurada, do séc. XVIII;  no largo da Cortiça existe outra com janelas de aro moldurado e verga curva, para  além de restos de outras casas do mesmo século.




Obrigada pela sua visita. Volte sempre.





Sem comentários: