segunda-feira, 19 de maio de 2014

Pelos Caminhos de Portugal: Porto

Para um fim de semana radioso e aprazível, nada melhor que o desfrutar em  agradável companhia, num passeio à descoberta do nosso bonito país. Foi assim que passei o meu, em companhia dos elementos da Universidade Sénior de Odivelas, com os quais já fiz outros passeios e onde sempre me senti em família. 
Desta vez, fomos até ao Norte do país e foi-nos possível, para além de participar num arraial minhoto na Quinta do Santoinho, descobrir belos recantos de algumas cidades do norte do país.
Partimos de Odivelas em direcção ao Porto, fazendo apenas uma paragem para o pequeno almoço. 

 photo DSC00958.jpg

Chegados à Invicta,  dirigimo-nos à Ribeira, onde o almoço nos esperava, passando por algumas das mais emblemáticas pontes da cidade.

Porto photo DSC00978.jpg


Após o almoço, seguimos para uma visita cultural ao Palácio da Bolsa, ali bem próximo do  local onde tínhamos almoçado.
Este é um edifício notável, mandado construir no século XVIII, por D. Maria II para ser a sede da  Associação Comercial do Porto.
Porto photo DSC00973.jpg

Atualmente, algumas das suas salas estão abertas ao público, com visitas guiadas e são também  cedidas para os mais diversos eventos da cidade.
Sendo uma visita imperdível, lá fomos até à  sala de audiências do tribunal  onde fomos recebidos   por uma guia, que nos acompanhou e que nos prestou as primeiras informações.
Esta sala foi o local onde, no século XIX, funcionou o  tribunal do comércio e onde eram resolvidos os conflitos surgidos no decorrer desta actividade. O teto e paredes são cobertos por  majestosas pinturas, representando entre outros, ofícios,   vindimas, comércio do vinho no Douro e aspectos ligados à Justiça ao longo dos tempos.  
Atualmente nesta sala já não  se realizam audiências  mas é utilizada em cerimónias de entronização da Confraria do Vinho do Porto.
Saindo da sala de audiências prosseguimos a visita pelos outros salões, todos eles  de estilos arquitectónicos diversos, devido a cada um ter sido projectado por um arquitecto diferente. 
Apesar disso, todos eles são duma beleza e grandiosidade que fizeram com que o Palácio da Bolsa fosse classificado Património Mundial pela Unesco.
A Sala Dourada representa o estilo império. É uma bela sala  com um magnífico teto de estuque coberto de folha de ouro e pavimento feito de madeiras preciosas.
A Sala do Presidente é também ela  magnífica. Sendo a mais  pequena  não deixa de ser igualmente bela podendo, da sua  varanda, desfrutar duma vista espetacular sobre o Porto antigo.
A Sala dos Retratos tem um magnífico soalho de marchetaria onde nos foi dado apreciar a famosa mesa do entalhador  Zeferino José Pinto. Nas paredes, as fotos dos últimos seis reis da dinastia de Bragança completam a decoração.
A Sala das Assembleias Gerais  é o local onde se realiza anualmente a assembleia-geral da Associação Comercial do Porto. É também uma sala grandiosa onde, em vários locais, a pintura no estuque imita, de forma realista, a madeira e o bronze.
                Porto - Pal photo DSC01066.jpg

Por fim, visitamos o  Salão Árabe,  a jóia do palácio pela sua imponência e grandiosidade. Esta sala, inspirada  no Palácio de Alhambra em Granada,  foi ricamente decorada para impressionar os representantes dos países com os quais se queriam iniciar relações comerciais, devendo mostrar sinais de opulência e esplendor que não deixassem indiferentes todos aqueles que nos visitavam para negócios.
Visitado o palácio, saímos para a segunda visita, desta vez em Gaia.
  photo DSC00957.jpg
Atravessamos a ponte de D. Luís e seguimos para as Caves Ferreira. 
Ali fomos recebidos e conduzidos pela história destas caves bem como da família que a originou. 

Gaia - A Ferreirinha photo DSC01020.jpg


No final, uma prova de degustação deste precioso vinho, encerrou a visita à qual se seguiu a  viagem, a caminho do nosso destino do dia, Viana do Castelo.

 photo DSC01094.jpg
Rio Lima e Viana do Castelo

 


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.


Sem comentários: