quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Esta Lisboa que Eu Amo: Candeeiros de Lisboa

Já várias vezes escrevi sobre Lisboa, mas há muito que não o faço. Sendo  eu alfacinha, penso que me tenho estado a "portar mal" com a minha cidade, pois tinha obrigação de divulgar mais a minha terra natal.
É sobejamente conhecida a maior e mais importante do país. No entanto,  há sempre novas características e  belos recantos   para descobrir. Hoje destaco os candeeiros que iluminam a cidade desde 1780, data em que o intendente Pina Manique a dotou de iluminação pública, com candeeiros  alimentados a azeite. O combustível foi sendo alterado através dos anos mas os candeeiros permaneceram. 
Ao longo da minha existência, habitei em alguns prédios  onde  eles eram presença constante e inundavam o meu quarto de luz. Não admira pois que, por onde quer que passe, eles chamem a minha atenção. Alguns bem simples, outros belas obras artesanais de  ferro, são sinais  do bom gosto dos nossos antepassados que persistem  e que podemos encontrar, em especial, nas zonas históricas da cidade.
As imagens de hoje referem-se a candeeiros diferentes espalhados por Lisboa.
 


Lisboa - Candeeiro photo P9290155-1.jpg
Rua do Almada


Candeeiro-Portas Santo Ant photo Candeeiros2.jpg
Rua das Portas de Santo Antão
Lisboa - Praça do Camões photo Cames.jpg
Candeeiro de pé na Praça Luís de Camões
 
Brevemente, iniciarei uma série de posts, onde mostrarei mais alguns belos candeeiros de esquina ou de chão, que tenho encontrado nos meus passeios e viagens quer pelo país, quer pelo estrangeiro.
 
 
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

 

 

Sem comentários: