quarta-feira, 27 de abril de 2011

Feira da Avó

No passado Sábado estive na  Feira da Avó, que tradicionalmente se realiza em Coja, durante a manhã  do Sábado da Aleluia.
Este ano, S. Pedro presenteou-nos com um tempo de que não estávamos à espera. Todo o dia de Sexta-Feira choveu copiosamente e o Sábado amanheceu com chuviscos. No entanto, o Sol abriu radiante por entre as nuvens cinzentas e permitiu uma feira animada e muito concorrida.
A freguesia de Pomares esteve muito bem representada pelos Grupos Etnográfico Raízes do Sobral Gordo e de Danças e Cantares do Soito da Ruiva  que, graças à sua maneira de estar humilde e genuína marcaram uma presença muito positiva.
Eis algumas fotografias da presença dos dois  grupos neste evento:
 
Grupo Etnográfico Raízes do Sobral Gordo
Sobral Gordo
 
Grupo de Danças e Cantares do Soito da Ruiva

Photobucket
 

Na banca do Soito da Ruiva esteve também presente o Sr. Engº Eduardo Gonçalves do Grupo de Cantares do Alva e Açor que confraternizou animadamente com todos os  elementos do Soito da Ruiva presentes.
Este foi um evento que trouxe a Coja uma animação especial apenas  perturbado pelo trânsito.
Na minha opinião, num dia como este, o trânsito deveria ser cortado à circulação automóvel ou então a feira deveria realizar-se num outro local, para que apenas haja alegria e não  sofrimento provocado por algum acidente.


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

1 comentário:

Patricia disse...

Olá Lourdes!

Então como passaste a Páscoa? Espero que tenha sido muito feliz.

Nós passamos em Trás-os-Montes, na companhia da família, com toda a tradição desta zona.
Correu tudo lindamente.
Infelizmente, temos de regressar à Lisboa e cá estamos.

Mas que bela feira, pena não haver destas maravilhas cá em Lisboa.

Beijinhos.