sexta-feira, 4 de julho de 2008

ROMARIA NO VALE DE MACEIRA



Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração.
(William Shakespeare)

§§§§§------§§§§§



É já neste fim de semana que se realiza a tradicional feira anual no Vale de Maceira , no local onde se situa o Santuário de Nª Sª das Preces.
Esta feira já não tem o fulgor de antigamente, mas recordo-me do tempo em que me deslocava de Lisboa para me encontrar, no Vale de Maceira, com os meus familiares que iam do Sobral Magro para assistir à " Romagem".
- Vale de Maceira em dia de feira anual -
Lembro-me da confusão de camionetas de excursão vindas de diversas partes do país e das barracas onde os forasteiros desprevenidos podiam matar a fome e saciar a sede.
Lembro-me dos enormes farnéis que as mulheres carregavam em cestos e que espalhavam sobre uma toalha estendida sobre uma manta de fitas. Ainda sinto os odores dos petiscos que cada família levava para a bucha: o bacalhau frito, os coelhos e frangos assados, os chouriços, os nacos de presunto, o queijo de cabra e de ovelha, o pão leve, enfim um desfilar das várias iguarias típicas da região.
- Naturais de Sobral Magro a caminho do Vale de Maceira -

Lembro-me dos bailaricos atrás das capelinhas, onde alguns expunham os seus dotes a tocar harmónio, concertina, viola, guitarra, banjo ou bandolim, enquanto outros cantavam, dançavam ou simplesmente observavam.
Muito namoros se arranjaram nestas festas do Vale de Maceira.

- Os tocadores prontos para animar o baile -

Sem comentários: