sexta-feira, 8 de julho de 2016

Por Que É Fim de Semana: Concelho de Góis

Porque é fim de semana, vamos continuar à descoberta das localidades da serra do Açor e, desta vez, vamos para o concelho de Góis.
Começamos pela sede do município.

O concelho está dividido em quatro freguesias: Góis, Alvares, Vila Nova do Ceira e a União das Freguesias de  Cadafaz e Colmeal. 

Para além da vila, a freguesia  de Góis é formada por várias aldeias  e quintas. São elas:
Aigra Nova, Aigra Velha, Bordeiro, Carvão, Quinta do Carvão, Casal dos Moinhos, Casalinho de Baixo, Casalinho de Cima, Casal Loureiro, Caselhos, Cerdeira, Póvoa de Cerdeira, Cerejeira, Carvalhal Miúdo, Cimo de Alvém, Civado, Comareira, Conhais, Cortecega, Esporão, Folgosa,  Frontão, Ladeiras, Liboreiro, Luzendas, Outeiro, Manjão, Nogueiro, Pena, Piães, Pião, Pontão do Seladinho, Ponte do Sótão, Portela, Portela de Góis, Póvoa de Góis, Povorais,  Regateira, Ribeira Cimeira, Ribeira Fundeira, Samoura, São Martinho, Vale Boa, Vale de Maceira, Vale Godinho, Vale Moreiro, Vale Torto e Vale Travasso.
A vila de Góis localizada no vale do rio Ceira, é uma povoação com mais de oito séculos de existência.
Do seu património histórico destacam-se fonte do pombal,  a cisterna com os azulejos hispano-árabes do séc. XVI, a Igreja Matriz com o túmulo de D. Luís da Silveira, os magníficos os tectos  do salão nobre dos Paços do Concelho, a ponte real, classificada como Imóvel de Interesse Público , e ainda, a Capela do Castelo donde se pode usufruir duma local vista panorâmica da Vila. 


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

 

Sem comentários: