segunda-feira, 14 de abril de 2014

Casa Museu de Amália Rodrigues


A casa museu de Amália Rodrigues fica situada na Rua de São Bento, em Lisboa, no local onde viveu durante os últimos 50 anos da sua vida e onde acabaria por falecer.
Encontra-se aberta ao público, dando desta forma a conhecer a todos os que a visitam, o ambiente em que  viveu a nossa mais conceituada fadista, tendo a oportunidade de apreciar os variados e valiosos objetos de que se rodeou ao longo da vida.
Casa Museu de Am photo DSC00009.jpg
Curiosos por conhecer também um pouco mais da vida de Amália, eu e um grupo de amigos fomos fazer uma visita à casa de Amália Rodrigues no passado Sábado. 
Recebidos pela D. Estrela Carvas, secretária de Amália durante grande parte da sua vida e, fomos conduzidos pela casa da artista, escutando a senhora que melhor conhecia a artista, que partilhou vários episódios e curiosidades com a diva do fado. 
A casa mantém praticamente tudo o que dela fazia parte no tempo em que era habitada por aquela que foi o maior expoente  da música portuguesa, reconhecida tanto em Portugal como no Mundo.
Passeámos pela sala onde tantos fados foram compostos e onde Amália recebia todos os seus amigos, desde fadistas, compositores até aos políticos nacionais e estrangeiros. No mesmo piso, a cozinha e a sala de jantar com a mesa posta, como se estivesse à nossa espera para almoçar. 
A cozinha  dá acesso ao jardim, onde a artista descansava e fazia as suas sardinhadas.

Casa Museu de Am photo DSC00017.jpg
No piso superior, os quartos com tudo o que Amália usava, dando a sensação de que a artista ainda ali se prepara diariamente.
 Foto da Net
Da casa destaco  os lambris de azulejos, as mobílias e porcelanas antigas, as tapeçarias, os quadros  e instrumentos musicais para além de alguns vestidos de palco, jóias,  medalhas e condecorações da artista.
 Foto da Net

A simpatia da D. Estrela e a forma entusiástica com que  falava da fadista, fez com que o tempo passasse sem que déssemos conta e ficássemos com vontade de ali ficar a ouvir todas as memórias que tinha para contar.


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Sem comentários: