quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Linguagem da Minha Aldeia - E


Continuação do tema in iciado em: Linguagem da Minha Aldeia

E

Embaçado - cansado
Embusinado– cheio
Empalamado - Doente 
Encertar - iniciar; começar a comer
Empandinado - de barriga cheia
Empernar - Emparelhar,;fazer equipa com
Empontar - mandar embora; expulsar

Encaramelado - enregelado
Enchaibido - pouco apaladado
Enchixarrado - vaidoso
Enfadado - cansado
Engadanhado – com frio
Engalinhado - cheio de frio
Enjorcado - arranjado 
Enrodilhar -embaraçar
Entrementes - entretanto
Enxerga – cama de pobre
Enxergar - ver
Enchapoçado - ensopado
Engalfanhado - emaranhado
Esbarrondar - demolir; fazer ruir
Esborcelar - partir o rebordo de um recipiente
Esborralhar - desmanchar
Esborralhar - desmanchar
Esbrinçar - partir
Escairado - inflamado
Escaleira - escadaria
Escanchada - passada largo
Escardar – escavar
Escarrapachado - montado com uma perna para cada lado
Escarrapeteiro - planta daninha com muito espinhos
Escarranchado - com as pernas muito abertas
Escochada – côdea da broa meia levantada
Esfandangar - despedaçar
Esgadanhado – arranhado
Esgaziado - doido
Esgravilhar - esgaravatar, mexer

Especado – parado
Espeque - escora
Espichar - esticar
Esquife - tumba; caixão
Esterco- estrume
Esterlicada - muito magra
Estiado - sem chover
Estonar - lavar bem lavado
Estortagar - torcer o pé
Estrofegado - assustado em pânico
Estrumada - recinto à porta das casas onde se punha mato para fazer estrume



Photobucket


                                                     Obrigada pela sua visita. Volte sempre.
 









1 comentário:

Luis disse...

Querida Maria de Lourdes,
Ao ler as palavras aqui postadas relembrei muitas das que conhecia mas que se foram perdendo ao longo dos tempos! São palavras muito portuguesas que mereciam não terem sido substituídas, algumas delas, por palavras estrangeiradas...
Mas nós somos assim... um pouco pacóvios em relação aos estrangeiros!
Beijinhos amigos.